Eu Vivo Mal Humorada

16 jun

Essa semana eu ia escrever sobre duas coisas básicas que me indignaram. O caos das calçadas que é lugar de tudo menos de pedestre. E sobre a educação. Mas como a vida inspira o escritor, aconteceram coisas que mudaram minha idéia e vontade de escrever. Vou falar do radicalismo. Tudo que extremado não é bom. Aliais é ruim.

Um amigo meu sempre disse que se não fosse à oposição, nos conformaríamos com situação. Concordo mesmo, e acho que é uma questão de inteligência tolerar as divergências de opiniões. Muitas vezes as pessoas que são radicais no fim acabam sendo hipócritas, porque elas dificilmente vivem conforme pregam. Conheço algumas pessoas que se encaixam bem nessa descrição. Batem no peito seus valores, mas no fim não cumprem o que dizem ou não deixam de viver no luxo e conforto para viver conforme eles falam.

Como algumas pessoas que se nomeiam comunistas, mas tem casa e carro, pagam colégios caros para os filhos e certamente não dividem suas coisas com outros. Ou ecologistas que ficam criticando todo mundo, mas não saem das suas casas para se amarrarem em uma árvore que vai ser derrubada ou enfrentam navios baleeiros no meio do mar como os ativistas do Greenpeace fazem. Respeito mesmo quem fala e faz o que diz. Mas quem vem pregar seus ideais impondo e atirando criticas para todos os lados, perde o respaldo comigo. Sou vegetariana a mais de cinco anos, mas nunca briguei com os meus amigos porque eles fazem churrasco e nem faço protesto em frente de açougue. Faço minha parte. Procuro conscientizar as pessoas do que eu acho correto, como o artigo que escrevi sobre o lixo, mas forçar alguém a crer no que digo é ditadura. Parece coisa de religião, coisa de xiita ou protestante.

Claro que temos o direito de nos expressarmos e divulgamos nossas idéias ou defendemos nossos valores, mas sempre procurando respeita as dos outros e com pouquinho de bom humor. Porque radicalismo tira a razão de qualquer um. Com ele, acabamos deixando de provar coisas novas por sermos tacanhos, assim como foi dito por Raquel Dias em sua coluna a respeito do preconceito.

Não posso deixar de citar um episódio que achei um absurdo alguns anos atrás, membros do MST protestando por terras, invadem uma fazenda de fabrica de papeis e destroem várias mudas e estufas. Poxa, o que eles ganharam com isso? Matando árvores que era de reflorestamento. Quem estava com razão? É com destruição e violência que resolvemos tudo? Antes de agirmos ou falarmos, devemos analisar se estamos certos em nossas atitudes e lutas, afinal um homem bomba explode uma escola com crianças dentro em nome de Alá, o protestante repudia o homossexualismo por que está escrito na Bíblia.  E para ser menos radical com meus exemplos, o comunismo tem vantagens em sociedades pequenas como aldeias, mas em grandes metrópoles já não funciona. E foi provado com a queda da URSS. Já falando de ecologia, sou a favor. Mais que a favor, acho que não temos mais tempo para brincar com nosso planeta, estamos vendo os efeitos de tanto desgaste todo dia na televisão. Os recursos naturais podem acabar se não renovados. Têm muitos países ricos que ainda não abriram os olhos ou não querem enxergar porque sabem que vão perder lucros com isso. Mas não acho que através de radicalismo vamos a lugar algum. A consciência ecológica deve vim com trabalhos educativos e não com discussões que não levam a nada, ainda mais se você não está disposto a ouvir o outro e perceber que está errado. Vim com discurso ativista para mim sem ser ativista, é que nem o comunista que tem o carro do ano na garagem. Ou você veste a camisa ou não tem razão para fazer muito barulho por nada. E a questão aqui não é apenas não ser radical, mas também não ser hipócrita.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: