Meu Walkman

18 jul

The Cranberries

Na década de 90 conheci muitas bandas legais e uma delas foi The Cranberries, que tem músicas com letras fortes. Ela estourou aqui no Brasil através da MTV e suas músicas foram trilha sonora das novelas da Globo como Linger. Dolores com sua voz linda e aguda dar um tom singular nas canções que falam tanto de amor como de questões políticas da Irlanda, país de origem da banda.

Ano passado The Cranberries veio ao Brasil em sua turnê e tocou aqui em Fortaleza, e em outras cinco capitais. O grupo que havia encerrados suas atividades em 2003 voltou com força total aos palcos. Aqui em Fortaleza ele tocou dia 23/10 no Siará Hall, quem foi adorou. Só posso dizer que fiquei até supressa ao saber que Fortaleza era a única capital do Nordeste a recebê-los, afinal tudo acontece só em Recife e Salvador.

E para os fãs:

Após dez anos do lançamento do quinto álbum da banda, intitulado “Wake Up And Smell The Coffee”, os Cranberries se preparam para o lançamento do tão esperado sexto álbum. Nas últimas semanas, os Cranberries estiveram reunidos em Limerick, Irlanda, ensaiando as novas músicas que irão compor o tão esperado sexto álbum!

As músicas serão gravadas em Toronto, no Canadá, em meados de abril. E serão produzidas por Stephen Street, o mesmo produtor dos álbuns “Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We?”, “No Need To Argue”, “Wake Up And Smell The Coffee” e das músicas “Stars” e “New New York”, que fazem parte da coletânea “Stars: The Best Of The Cranberries”, lançada em 2002.

Stephen Street é também bastante conhecido por conta dos trabalhos desenvolvidos com a banda inglesa The Smiths nos anos 80, que segundo o guitarrista Noel Hogan, foi uma das bandas que mais influenciaram as criações melódicas dos Cranberries.

A turnê de lançamento deste novo trabalho ainda não foi definida, mas uma data já está programada. Os Cranberries participarão do festival inglês chamado “London Feis” no dia 18 de junho. O festival acontecerá nos dias 18 e 19 de junho e contará também com a presença de outros grandes nomes, como Van Morrison e Bob Dylan.

Há boatos de que a banda fará alguns shows na Ásia depois de terminadas as gravações. Tomara que sejam os primeiros shows da nova turnê juntamente com o então lançamento do novo álbum! É bem provável que a banda passe novamente pelo Brasil para a grande alegria dos cranfans brasileiros e também dos apaixonados e apreciadores do bom e velho Rock’n’Roll.

Vamos ficar esperando.

História da Banda

Origens

Noel e Mike Hogan, dois irmãos de Limerick, criaram a banda em 1989 e poucos meses depois, Fergal Lawler entra para o projeto cujo nome original era The Cranberry Saw Us, o saw us fazendo um trocadilho com sauce, molho em inglês (vale lembrar que cranberry é uma fruta típica da ilha irlandesa, no Brasil essa fruta é conhecida como oxicoco ou uva-do-monte). Dolores O’Riordan fez o teste e ganhou o papel de vocalista principal, compondo a letra de “Linger”. Sua voz é um elemento importante da sonoridade da banda.

Sua fita demo feita em casa teve bom resultado localmente e a banda logo gravou uma fita demo que ganhou muito interesse popular e da crítica. Após uma variedade de ofertas de gravadoras, decidiram assinar com a Island Records. Após um single inicial de pouco sucesso, abandonaram seu empresário. Seu segundo single, “Linger”, e álbum de estréia, Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We?, tornou-se um grande sucesso nos Estados Unidos e logo depois no Reino Unido. O single “Dreams” também tornou-se um sucesso, alcançando a 14ª posição nas paradas dos EUA.

Metade da década de 1990

Em 1994, O’Riordan casou-se com Don Burton, o gerente de turnê da banda. A posição de O’Riordan como líder da banda estava causando tensões dentro do grupo enquanto gravavam No Need to Argue, outro álbum de sucesso que incluía “Zombie”, um protesto sobre a violência entre extremistas protestantes e católicos na Irlanda do Norte na época do conflito norte-irlandês. O álbum trouxe à banda imensa popularidade na Europa e EUA.

No meio de boatos sobre a iminente saída de O’Riordan da banda, o álbum To the Faithful Departed foi lançado, que vendeu bem apesar da crítica não ter gostado e também não atingiu o mesmo sucesso do álbum anterior. Nos próximos anos, a banda cancelou uma grande turnê programada e boatos de uma separação surgiram novamente. Eles lançaram Bury the Hatchet, com opiniões variadas da crítica, em 1999.

Em 2001, lançaram Wake Up and Smell the Coffee recebendo opiniões como “a magia está de volta”. O álbum estreou na 46ª posição nas paradas dos EUA. A banda parecia estar de volta.

Uma coletânea de grandes sucessos, Stars – The Best of 1992-2002 foi lançada em 2002, junto de um DVD com os videoclipes da banda.

Pausa

No entanto, em 2003 a banda anunciou que iria tomar algum tempo para suas carreiras individuais. Mais cedo naquele ano, O’Riordan tinha cantado a canção principal do filme A Paixão de Cristo, “Ave Maria”, e tinha até composto uma canção para o filme Evilenko. O novo projeto de Noel Hogan é Mono Band.

O próximo álbum foi colocado em espera, após doze anos de turnês e promoção, com a venda total de álbuns da banda excedendo 42 milhões.

Novo CD

Após a turnê de Dolores O’Riordan pelo mundo ao longo de sete meses e das novas produções da banda ”’Arkitekt”’ (Noel Hogan), o antigo produtor do The Cranberries Stephen Street decidiu lançar um CD com músicas gravadas durante o ano de 2003 para o 7º álbum do grupo, fato que não ocorreu devido a pausa dos integrantes no mesmo ano.

O novo CD seria composto por duas músicas inéditas já tocadas durante concertos em Londres e Bolzano (ambos durante a turnê de verão de 2003) intituladas “Astral Projection” e “In It Together” além de títulos conhecidos devido a algumas entrevistas dos integrantes, como “The Fall”, “Someday” e “Raining In My Heart”. Segundo o site oficial da banda em Janeiro Dolores gravaria os vocais no seu estúdio particular enquanto guitarra e bateria seriam gravados no estúdio de Fergal (baterista). Após a gravação os integrantes seguiriam com seus projetos individuais. Ainda não há data prevista para o lançamento.

Membros da banda

  • Michael (Mike)Hogan (nascido em 29 de abril de 1973) é o baixista.
  • Noel Anthony Hogan (nascido em 25 de dezembro de 1971), irmão de Mike, é o guitarrista.
  • Fergal Patrick Lawler nasceu em Parteen, Irlanda (próximo à Limerick), em 4 de março de 1971. Desde 16 de abril de 1997 está casado com Laurie Guerin. É o baterista.
  • Dolores Mary Eileen O’Riordan Burton (nascida em 6 de setembro de 1971) é a vocalista, tecladista e guitarrista secundária da banda. É casada com Don Burton e tem três filhos: Taylor, Molly e Dakota Rain.

Discografia de The Cranberries

  • Everybody Else Is Doing It, So Why Can’t We? (1993)

  • No Need to Argue (1994)

  • To the Faithful Departed (1996)

  • Bury the Hatchet (1999)

  • Wake Up and Smell the Coffee (2001)

  • Stars – The Best of 1992-2002 (2002)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: