Appetizers – Cultura

25 jul

Ensaio sobre a Cegueira

Vou usar uma resenha que escrevi sobre o livro para o concurso da Revista Veja, que descreve bem a história do livro e filme. E fala um pouquinho do autor. Mas quero deixar claro, que Saramago é gênio. E recomendo ler o livro e depois ver o filme, porque como disse uma colega de faculdade. Fernando Meireles conseguiu de forma espetacular, traduzir a obra de Saramago para cinema e quando os personagens vão perdendo a visão para cegueira branca, Meireles usou dos recursos visuais de uma forma peculiar, para deixar claro a diferença da cegueira branca e da escura. Para mim o filme é tão especial como livro.

SARAMAGO, José. Ensaio Sobre a Cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. P. 312.

Por Kátia Karine Lopes[1]

José Saramago nasceu na vila de Azinhaga em 1924, ganhou o Nobel de literatura em 1988. Escreveu grandes obras como O Evangelho Segundo Jesus Cristo, A Jangada de Pedra, Ensaio Sobre a Cegueira entre outras. Saramago faleceu em 2010 vitima leucemia crônica.

Através de Ensaio Sobre a Cegueira, Saramago despe os personagens de valores nobres, conforme o próprio autor afirmou sobre a obra aqui resenhada em uma apresentação pública do seu romance: “… que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso.”.

O autor utiliza-se de longos períodos e orações extensas, e o foco narrativo em 3º pessoa. Podendo se classificar como literatura Pós-moderna. Com uma narrativa nervosa, onde podemos sentir a angústia da única personagem que enxerga no livro, Saramago consegue envolver o leitor com a obra.

O que fica claro é a cegueira branca ser diferente da cegueira comum não só por sua propriedade fisiológica, mas por ser tratar de uma cegueira moral. Os personagens não têm nome, são reconhecidos por características descritas no livro, como o médico, a rapariga dos óculos escuros, a mulher do médico, o ladrão, o primeiro cego e o rapazinho estrábico. Dando uma sensação de que a história poderia se passar em qualquer lugar com qualquer pessoa.

A história começa quando, em meio a uma cena comum de trânsito onde carros esperam o sinal abrir, o motorista do carro da frente não dá partida, porque acaba de perceber que está cego. Ele encontra ajuda para ser levado em casa, logo em seguida o homem que ajuda o primeiro cego, rouba seu carro e, por fim, fica cego também.  Várias situações ocorrem com pessoas que no fim adquirem essa cegueira branca. E o oftalmologista que as atende não compreende o que pode está acontecendo com elas, volta para casa, depois de um dia cheio, e descobre que também ficou cego.

A situação é tão assustadora que o governo chega ao ponto de interferir. Temendo que a doença seja contagiosa, todos os cegos são encaminhados para um velho hospício, a mulher do médico finge que também está cega para não abandonar o marido. Nesse local, por ser a única a enxergar, ela vê cenas horríveis de degradação humana. E, mesmo depois que um pequeno grupo sai do hospício, eles vagam por uma cidade suja, onde pessoas perderam a moral e agem como animais. O grupo permanece unido, é isso que faz com que eles consigam voltar à casa do casal e viverem da melhor forma possível.

Esta é uma excelente obra para quem gosta de Saramago, mas também para quem ainda não o conhece. Pode-se sentir o estilo peculiar do autor que mistura astúcia intelectual com ferocidade inconsolada. Deixando o leitor emocionado através dos olhos da mulher do médico.


[1] Aluna do curso de Licenciaturaem Letras Espanhol da Universidade Federal do Ceará.

 

 

O Filme

Título original: (Blindness)

Lançamento: 2008 (Brasil, Canadá, Japão)

Direção: Fernando Meirelles

Atores: Mark Ruffalo, Julianne Moore, Alice Braga, Gael García Bernal.

Duração: 120 min

Gênero: Drama

Trailer

Saramago assisti ao filme:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: