Cajon de Sastre – Especial Gene Kelly

30 jul

Não tinha como eu não falar desse ator que admiro tanto, sempre gostei de filmes antigos e de musicais e adorava assistir os filmes de Gene Kelly. Porque além de ter as duas coisas juntas, ele era um grande artista. Claro que seu filme predileto para mim é Dançando na Chuva, um clássico do cinema americano, têm cenas memorais como aquela dele dançando com guarda chuva. Admito que sou muito fã dele.

 

Escolhi alguns videos dele dançando em seus filmes como em Dançando na Chuva e em dupla com astros consagrados. E com personagem de desenho animado famoso, o ratinho Jarry de Tom e Jarry.

Dançando na Chuva



Kelly, Dançando na Chuva



Sinfonia em Paris


Fred Astaire e Gene Kelly



Frank Sinatra & Gene Kelly 



Gene Kelly and Jerry Mouse in Anchors Aweigh (1944) 

História do Ator

Eugene “Gene” Curran Kelly (Pittsburgh, 23 de agosto de 1912 — Beverly Hills, 2 de fevereiro de 1996) foi um dançarino, ator, cantor, diretor, produtor e coreógrafo norte-americano.

Iniciou bem cedo sua carreira na Broadway, com uma aparição no espetáculo “Leave It To Me”, de Cole Porter, fazendo o papel de um esquimó, ao lado de Mary Martin.

Quando pensamos em Gene Kelly, logo lembramos do fantástico ator e dançarino do filme “Cantando na Chuva”. Mas – como observou um crítico – Gene Kelly foi também o homem que coreografou os passos de “Cantando na Chuva” e também o diretor que inventou e escolheu as melhores tomadas para o filme.

Gene Kelly aprendeu a dançar ainda pequeno, estimulado pela mãe que o matriculou num curso de dança junto com seus quatro irmãos. Durante a crise econômica dos anos 1920, Kelly exerceu diversas atividades, entre as quais bailarino de teatro de variedades. Só 18 anos mais tarde, começou uma carreira na Broadway, em Nova York, ganhando projeção com o papel principal no musical “Pal Joey”, em 1940.

No ano seguinte, Kelly mudou-se para Hollywood. Seu primeiro sucesso foi o filme “Idílio em Dó-Ré-Mi”, de 1942. Combinando passos de dança com movimentos de câmera, o trabalho de Gene Kelly tornou-se clássico em filmes como “Marujos do Amor” (1945) e “Um Dia em Nova York”, de 1949.

O filme “Sinfonia de Paris”, de 1951, arrebatou seis prêmios Oscar, e deu a Gene Kelly um Oscar especial por sua “versatilidade como ator, cantor, diretor, e dançarino, e especialmente por sua brilhante contribuição à arte da coreografia no cinema”.

Em 1952 foi lançado “Cantando na Chuva”, em que Gene Kelly contracenou com Donald O’Connor e Debbie Reynolds. As seqüências antológicas do filme, marcadas pelo estilo vital e atlético de Kelly, ficaram gravadas na história do cinema.

Depois do sucesso de “Cantando na Chuva”, Gene Kelly passou dezoito meses na Europa, onde concebeu o filme “Convite à Dança”, que dirigiu e coreografou. Em 1960 foi agraciado com a Legião de Honra do Governo Francês. De volta aos Estados Unidos, Gene Kelly realizou uma sucessão de filmes bem sucedidos. Atuou como diretor e estendeu sua participação em programas de televisão.

Nos anos 1980, entretanto, a carreira cinematográfica de Gene Kelly entrou em declínio. De qualquer modo, cinco anos mais tarde, ele recebeu um prêmio por toda sua obra da Academia Americana do Filme e, em 1994, apareceu em “Isto é Hollywood – parte 3”, rememorando os anos de ouro do cinema americano.

Gene Kelly casou-se três vezes. Sua primeira esposa foi Betsy Blair, com quem teve um filho, Kerry. Casou-se pela segunda vez, com Jeanne Coyne, mãe de seus filhos Bridget e Tim. Sua última esposa foi Patrícia Ward, que o acompanhou até a morte.

Atuações

Ao lado de Fred Astaire, Kelly foi um dos expoentes enquanto os Musicais eram o estilo preferido de Hollywood. Foi ator, diretor, produtor e coreógrafo em várias peças e filmes, com passagem pela televisão norte-americana.

Seu trabalho mais conhecido, verdadeiro clássico dos musicais, é Cantando na chuva, do qual também foi diretor.

Gene Kelly é tema da música “Take Away My Pain” do álbum Falling Into Infinity da banda de heavy metal progressivo norte-americana Dream Theater.

Morte

Faleceu em decorrência de um derrame cerebral, aos 83 anos de idade.

Trabalhos 

No teatro como ator

Leave It to Me (1938)

One for the Money (1939)

The Time of Your Life (1939)

The Time of Your Life (1940) (segunda temporada) (também coreógrafo)

Pal Joey (1940)

Fora do palco

Best Foot Forward (1941) (coreógrafo)

Flower Drum Song (1958) (diretor)

Coquelico (1979) (produtor)

No cinema como ator

1994 Era uma vez em Hollywood 3 (That’s entertainment! III)

1989 Action U.S.A.

1986 Pecado original (Sins)

1985 North and south

1985 Quando Hollywood dança (That’s dancing!)

1980 Xanadu (Xanadu)

1977 Viva Knievel! (Viva Knievell)

1976 Isto também era Hollywood (That’s entertainment, Part 2)

1974 Era uma vez em Hollywood (That’s entertainment!)

1973 40 quilates (40 carats)

1967 Jack and the beanstalk (TV)

1967 Duas garotas românticas (Les demoiselles de Rochefort)

1964 A senhora e seus maridos (What a way to go!)

1960 O vento será tua herança (Inherit the wind)

1960 Adorável pecadora (Let’s make love)

1958 Something for the girls

1958 Até o último alento (Marjorie morningstar)

1957 Les girls (Les girls)

1957 Todos a Paris (Happy road, The)

1956 Magic lamp, The (voz)

1956 Convite a dança (Invitation to the dance)

1955 Dançando nas nuvens (It’s always fair weather)

1954 Bem no meu coração (Deep in my heart)

1954 Crest of the wave

1954 A lenda dos beijos perdidos (Brigadoon)

1952 O diabo, a mulher e a carne (Devil makes three, The)

1952 O melhor é casar (Love is better than ever)

1952 Cantando na Chuva (Singin’in the Rain)

1951 No palco da vida (It’s a big country)

1951 Sinfonia de Paris (An american in Paris)

1950 Casa, comida e carinho (Summer stock)

1950 A mão negra (Black hand)

1949 Um dia em Nova York (On the town)

1949 A bela ditadora (Take me out to the ball game)

1948 Minha vida é uma canção (Words and music)

1948 Os 3 mosqueteiros (Three musketeers, The)

1948 O pirata (Pirate, The)

1947 Vida à larga (Living in a big way)

1946 Ziegfeld follies (Ziegfeld follies)

1945 Marujos do Amor (Anchors Aweigh)

1944 Férias de Natal (Christmas Holiday)

1944 Modelos (Cover Girl)

1943 A cruz de Lorena

Como diretor

On the Town (1949) (com Stanley Donen)

An American in Paris (1951) (diretor da sequência introdutória)

Singin’ in the Rain (1952) (com Stanley Donen)

It’s Always Fair Weather (1955) (com Stanley Donen)

Invitation to the Dance (1956)

The Happy Road (1957) (também produtor)

The Tunnel of Love (1958)

Gigot (1962)

A Guide for the Married Man (1967)

Hello, Dolly! (1969)

The Cheyenne Social Club (1970) (também produtor)

That’s Entertainment, Part II (1976) (diretor de algumas sequências)

Televisão

Going My Way (1962-1963)

Gene Kelly: New York, Boston(1966)

Jack and the Beanstalk (1967) (também diretor)

The Funny Side (1971) (show cancelado em 4 meses)

Gene Kelly: An American in Pasadena (1978)

North and South (1985) (minissérie)

Sins (1986) (minissérie)

Alguns poster de seus filmes:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: