Appetizers – Cinema

21 set

Fui ontem ver um filme que aguardava a estreia desde Agosto, quando vi seu trailer na internet e depois no próprio cinema, fiquei ansiosa. Apesar de esperar tanto tempo não tinha expectativas sobre o filme em questão que é Conan o Bárbaro. Vou ser sincera, não quis ir ao cinema só por causa do filme em si, mas devido ao ator que protagoniza o filme, Jason Momoa, desde Games of Thrones que gostei de seu estilo de guerreiro e achei que ele casaria bem como Conan.

Li algumas criticas detonando o filme, mas eu particularmente gostei. Claro que para mim o filme de 1982 foi muito melhor, mesmo Schwarzenegger falando pouco, a estrutura do filme é mais organizada. No atual eles usam de alguns elementos do antigo filme e o Conan de Momoa fala mais, mas mesmo assim vez ou outra a história parece tola.

Não acho que seja um péssimo filme, já vi piores como Hulk com Eric Bana e A Fúria de Titãs novo, esses sim são dispensáveis. Espero que próximo Conan seja melhor, que o diretor consiga aproveitar mais e melhor os elementos do universo do Bárbaro. Vou postar parte da critica do site Omelete sobre o filme, quem quiser ler mais clique aqui.

Por Kátia Lopes (N)Ativa

Conan – O Bárbaro (Conan – The Barbarian, 2011), apesar do título idêntico ao do filme de 1982 estrelado porArnold Schwarzenegger, não é um remake, mas uma abordagem distinta ao clássico da literatura pulp criado por Robert E. Howard em 1932.

A trama de ambas as produções cinematográficas começa parecida. O jovem Conan sobrevive ao massacre de seu povo por um conquistador e cresce em busca de vingança. Aqui o alvo dessa jornada é Khalar Zim (Stephen Lang), vilão que busca reunir todas as partes de uma máscara ancestral para reviver sua esposa, uma feiticeira poderosa, e juntos dominarem o mundo.

O longa de Marcus Nispel, roteirizado por Thomas Dean Donnelly Joshua Oppenheimer (Dylan Dog), de certa maneira, é até mais fiel ao material original que o longa-metragem dirigido por John Milius. O personagem no novo filme não é o bárbaro monossilábico que o cinema nos apresentou na pele de Schwarzenegger, mas um guerreiro astuto e cheio de recursos, muito mais próximo do ladrão hábil que E. Howard imaginou.

Jason Momoa (Game of Thrones), o novo cimério, por esse ângulo, faz um trabalho razoável. Luta bem e tem a mistura certa de carisma e brutalidade. Definitivamente, o problema do filme não é seu protagonista – ainda que o elenco de apoio deixa a desejar, especialmente Lang, repetindo a pose de vilão de AvatarRose McGowan(exagerada como a filha feiticeira de Zim, Marique) e a fraquíssima Rachel Nichols (a sacerdotisa Tamara), que mais uma vez prova sua inépcia.

Por Érico Borgo 15 de Agosto de 2011 – Omelete

Anúncios

2 Respostas to “Appetizers – Cinema”

  1. Michele Militão 25/09/2011 às 01:31 #

    Bem eu fui assistir, e falando francamente..é uma mistura de PIrata dos Caribes com Jogos Mortais! Ms vc não perde nada em ir conferi!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: