Voxx Populi

4 out

 Corrupção

Enviado por Prof. Dr. Giocondo Fagundes (RJ) em 14-05-2009.

Significado: Trata-se de substantivo feminino cujo significado encontra-se ligado à ação ou efeito de corromper, ou seja, de fazer degenerar; ação de seduzir po dinheiro, presentes ou quaisquer benesses alguém, levando este alguém a se afastar da conduta reta; possui uma variante: corrução.

Fonte: http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=corrup%E7%E3o&id=5512

Salve N(A)tivada, ai o lance é o seguinte resolvi falar de corrupção, tema mas que debatido nos últimos tempos, tudo que eu escrever aqui nesse texto serão minha impressões e reflexões sobre o ato ok?

Ultimamente esse assunto é muito ligado a vida politico partidária, com toda razão, nos vamos aos poucos promovendo um senso comum sobre a ligação que há entre corrupção e os três poderes : legislativo, executivo e judiciário, escândalos estouram a anos e anos nos meios de comunicação e esse senso comum só piora quando a corrupção se liga a impunidade, frases como “rouba mais faz”, “ladrão de colarinho branco”, “tudo acaba em pizza”, “ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão” vão ao longo do tempo fortalecendo nossa idéia de que fazer parte direta ou indiretamente de um desses pilares de nosso sistema de poder é ser corruptor por tanto corrupto, acho errôneo simplificarmos tanto a questão e vou dizer porque.

Em minha opinião o poder público como um todo, esta apodrecido sim e quando falo de poder público vou desde de um guarda de trânsito que pede dinheiro para “cervejinha” em troca de aliviar uma multa até desvio de dinheiro em cuecas país à fora, mas o que convenientemente esquecemos que é todos esses sistemas são feitos por pessoas e as pessoas meus queridos, dependem de suas formações e manutenção de seus preceitos éticos para se manter longe do que entendemos por corrupção, vamos a alguns exemplos clássicos que “pequenas infrações corriqueiras”

Furar fila, molhar a mão de alguém para ter vantagem em algo, usar de amizades para conseguir um “favorzinho”, utilizar o “jeitinho brasileiro” para resolver algum problema, quando se pede uma nota fiscal de serviço que olham para nos e perguntam: De quanto? Ora precisava dessa pergunta? No valor utilizado, ué?! A verdade meus queridos é que se pensa assim corrupção é quando os outros fazem, quando fazemos é SOLUÇÂO. Isso é o que eu chamo de ética pela metade, para mim nossa moralidade é muito conveniente.

Esquecemos que esse ato não é algo que vem quando estamos em uma categoria de trabalho, ou quando somos de uma família determinada, o ato de corromper e ser corrompido é como uma epidemia conveniente e silenciosa que sabemos que existe em várias formas mas nunca falamos quando somos atingidos, por exemplo o certo seria denunciar quem tenta me roubar quando quer me aplicar uma multa fictícia, não é? Mas o que fazemos? Na maioria dos casos cedemos e vamos justificando ali, cedendo aqui, praticando acolá

Estamos no meio de um furacão acreditamos pouco ou quase nada em honestidade, cremos cada vez menos em moralidade, perdemos passo a passo o que nos ensinaram a chamar de valores que nada tinha haver com dinheiro (pelo menos antigamente, ou sou eu que tô ficando velha e acho que no meu tempo era menos disso tudo?), nos decepcionamos cada dia mais com os pilares de nossos poderes com seus desmandos, falcatruas, punição para os que cometem delitos de ordem legal e moral? Quase nenhuma, apesar da chuva de denuncias não vemos ninguém na cadeia, ninguém devolver dinheiro, ninguém que seja enquadrado no que temos como lei, pelo contrario vemos brechas dessas leis serem usadas como escudos para os sanguessugas que nos roubam um futuro em baixo de nossos olhos.

Precisamos lembrar que quem promove a corrupção são os homens e como homens falhos, precisamos lembrar que os que estão no poder podem ser tirados de lá (e falo de toda esfera de poder), não tem cargo, posição ou status que resista a uma boa resistência social, precisamos parar de esperar que alguém além de nos mesmos, fiscalizem nossos cidadãos, denunciem aos montes, cobrem justiça sempre, mas acima de tudo lembrem-se que para apontar, para acusar, para fazer valer seus direitos tem que saber que tem seus deveres conheça suas leis e eu aposto que isso muda…

Raquel Dias: tentando muito acreditar que me policiando para não ceder a sedução da corrupção posso ajudar a diminuir e combater e você?

Anúncios

2 Respostas to “Voxx Populi”

  1. N(A)tiva 05/10/2011 às 04:22 #

    Concordo Raquel, acho que não adianta nada reclamar e fala mal se você comente o mesmo erro! Corrupção vicia!!!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Eu Vivo Mal Humorada « - 17/01/2012

    […] em estabelecimentos que pagam propina ai que não é mesmo. Já falamos aqui sobre esse lance de corrupção que a gente costuma chamar só os políticos mas que na verdade somos todos nós que aceitamos […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: