Caixa Preta

22 out

Tem Pouca diferença

Gal Costa e Luíz Gonzaga

 

Que diferença da mulher o homem tem? 
Espera aí que eu vou dizer, meu bem
É que o homem tem cabelo no peito
Tem o queixo cabeludo
E a mulher não tem

No paraíso um dia de manhã
Adão comeu maçã, Eva também comeu
Então ficou Adão sem nada, Eva sem nada
Se Adão deu mancada, Eva também deu

Mulher tem duas pernas, tem dois braços, duas coxas
Um nariz e uma boca e tem muita inteligência
O bicho homem também tem do mesmo jeito
Se for reparar direito tem pouquinha diferença. 

Essa música cantada por Luíz Gonzaga e Gal Costa retrata bem as diferenças físicas entrem os homens e as mulheres, mas nós sabemos que as diferenças vão além disso. Por isso decidi essa semana escrever no Caixa Preta sobre As Diferenças Entre os Homens e as Mulheres. E convidei um amigo para dar a visão masculina, Sérgio Magalhães que escreve para o Blog Vila do RPG, senão seria injusto só uma mulher falar desse assunto, né?!  

 

Agora vamos tentar descobrir de onde sugiram essas diferenças, e porque somos tão distintos. Ouvi dizer que as mulheres são criadas para acreditar desde pequenas que os homens são príncipes encantados, que nem nos contos de fadas. E depois vem os filmes românticos que mostram o cara se acabando para conquistar as mocinhas. E ai fica embutido na cabeça da mulherada esse tipo de expectativa, e sabemos que todas expectativas podem acarretar em desilusões. E os homens que as vezes são engabelados pelos filmes de comédias ou pornô e creem piamente que sexo bom, é daquele jeito dos filmes. Que a mulher vai ser uma acrobata na cama. Ou que o mundo é deles e nós somos todas umas doidinhas querendo participar do que não sabemos.

 

Existem alguns livros que falam sobre esse assunto mas eu vou citar apenas o mais conhecido, Homens São de Marte, Mulheres São de Vênus de Jonh Gray, que ensina como melhorar a comunicação entre os sexos opostos. Demostrando como um homem e uma mulher podem entender as atitudes de cada um e assim atingir um grau mais profundo de intimidade e uma compreensão mais plena de seu companheiro. Dar dicas para que um homem entenda, por exemplo, que o desabafo é uma atitude tipicamente feminina. E a mulher perceba que se trancar a sete chaves com seus problemas é uma atitude masculina.

 

E partindo desse principio começo a citar algumas das dificuldades que temos em uma relação, até no Todo Mundo Odeia o Cris essa situação foi abordada, onde a Rochelle (mãe do Chris) queria apenas desabafar com Julius (seu marido e pai do Chris) que achou que tinha que tomar alguma atitude. (Quase se deu mal, o pobre) Mas mulher quando fala para desabafar não quer atitude, quer apenas ser ouvida, que vocês homens ouçam caladinhos. Isso é muito complicado para um cara entender porque para eles que são mais calados e querem defender a mulher amada, se ela reclama da amiga falsa é porque espera que ele tome partido, mas nem sempre isso é verdade. Muitas vezes não é mesmo e o que acaba acontecendo é os dois brigarem porque o homem não entende o que ela quer, coitado.

 

O que leva a outra situação, a mulher quer que homem leia seus pensamentos, esquecendo ela que ele não compartilha da mesma visão feminina dos fatos, se seu amor sabe tudo que você pensa antes mesmo de você, parabéns. Mas não podemos cobrar isso de ninguém. Um pouquinho de diálogo é necessário, se o cara não acertou na mão, deixe de lado sua impetuosidade feminina e conte para ele o problema. Eu particularmente sou sempre a favor do diálogo em qualquer relação.

 

O fato do cara ser calado, e não ter costume de desabafar como nós, preferi resolver sozinho seus problemas. Acredite, ele também não corre para o amigo chorando e contando todos seus problemas, não com você, é dele mesmo isso. Se seu namorando/marido lhe conta tudo, pode acreditar que ele te ama mesmo. Homens são mais difíceis de compartilhar sentimentos. Engraçado, a mulher compartilha mais o coração, digo os sentimentos, e o homem mais a cama mesmo. Por isso que é complicado para um homem entender que uma mulher também pode fazer sexo casual sem ser puta, porque existe um mito que faz parte da criação mesmo nossa que mulher só transa por amor.

 

Não acho que os homens são brutamontes insensíveis que só pensam em sexo. E nem acho que as mulheres são coitadinhas românticas que choram por tudo. Mesmo com esses rótulos, existem mulher cafajeste (que trai e mente para o marido) e homem romântico pacas, que adora uma DR. Acha que homem assim não existe? Pois lembre-se do Thyrso do BBB2, tem homem grudento sim. E meninas, vocês podem até ficarem chateadas com esse lance de cafajeste, mas se os caras são porque vocês não? Dois pesos duas medidas é?

 

Tem um vídeo que fala da diferença do cérebros masculino e feminino, acho engraçado mas é bem verdade o que o cara fala. A mulher tem um emaranhado na cabeça dela regido por sentimentos e homem tem tudo separadinho na cabeça, por isso tendência a ser mais lógicos. Na segunda parte a legenda é em espanhol, não achei em português mas dar para entender!

 

 

 

 

Creio que além de fatores biológicos que ocasionam essas diferenças há também o fato social, como somos criados, as expectativas que colocam na gente quando crianças, valores culturais. Você vai ter que ser dona da casa, casar, ter filhos senão você será uma perdedora (loser), seja respeitável, só transe por amor senão você é piranha, pode chorar a vontade, seja fresca também e esteja sempre linda maravilhosa. Amor é mais importante que qualquer coisa, se você não tiver um homem você não é ninguém. Mulher solteira = fracassada!

 

Já para os homens é assim, nunca chore porque é coisa de bicha, aguente tudo calado, seja macho! Pegue todas as mulheres que puder e se possível conte vantagem, mas nunca da namorada ou esposa (porque fazer propaganda do que é seu?!). Mulher gosta de dinheiro e carro, quem gosta de homem é bicha, use as mulheres elas estão aqui para lhe servir. Se feche numa redoma de aço, nunca mostre suas fraquezas. Seja cafajeste! Minta até a morte. Amor é frescura. Casamento é para os fracos! E se casar, você que manda! Mulher = Objeto!

 

Sei que exagerei, e vai ter gente que vai virar o pescoço. Mas fiz de proposito, para mostrar como de uma forma caricata, somos bombardeados por uma gama de doutrinas impostas para que sejamos moldados com idéias pré estabelecidas que formam o caráter masculino e feminino. E se paramos para pensar e avaliamos bem, tem sido um mundo patriarcal a bastante tempo, né?! Não quero me aprofundar nisso porque o texto mudaria bastante. Vamos focar no seguinte ponto, há desde sempre essa divisão, onde existe as coisas para mulheres e coisas para homens, em termos concordo com isso. Mas creio que pensamentos machistas tem mesmo que serem deixados de lado. Somos diferentes sim, mas essa diferença deve ser entendida como algo que faz parte do intimo do ser humano e que como homens compartilhavam dos mesmos fatores genéticos acabavam fazendo parte de um mesmo grupo social, formando uma especie de clã (isso bem nos primórdios, tá gente?!), acho que dai surgiu as características peculiares masculinas. E do mesmo jeito foi com a mulher. Agora rotular indivíduos dizendo que todo homem é igual ou toda mulher não sabe dirigir é que meio indigesto. Antes de passar o texto para o Sérgio, quero só colocar uma pesquisa que vi na Super Interessante sobre os mitos das diferenças entre homens e mulheres.

5 respostas a mitos envolvendo homens e mulheres

Ana Carolina Prado Via Super Interessante

Livros e mais livros aparecem a cada ano para falar das diferenças biológicas e sociais entre homens e mulheres. Embora alguns sejam bacanas, muitos não conseguem sair do óbvio ululante (mulheres são mais emotivas, homens são mais objetivos e blábláblá) e outros ainda trazem informações incorretas que acabam se espalhando por aí. Como a teoria de que as mulheres sofrem de incontinência verbal enquanto os homens, coitados, preferem viver com sua cota diária de poucas palavras. Nesta lista, reunimos 5 respostas a mitos envolvendo os gêneros baseadas em descobertas recentes. Tem explicações novas para fatos conhecidos há tempos e correções de conceitos errados.

1- Mulheres falam mais que os homens? NÃO!

Pois é, esqueça aquela história de que as mulheres são metralhadoras de palavras. Um estudo feito pela Universidade do Texas mostrou que a cota de palavras diárias dos dois sexos é basicamente a mesmo. Ok, as mulheres apresentaram um número ligeiramente maior: 16.215 palavras em 17 horas contra 15.669 palavras deles, o que, estatisticamente, não significa nada. A má notícia: o estereótipo de que mulheres são fofoqueiras e homens só falam de carro não está totalmente errado. A pesquisa confirmou que, de fato, mulheres tendem a falar mais sobre outras pessoas, enquanto homens preferem conversar sobre coisas mais concretas.

2- O homem trai mais que a mulher? SIM!
Pelo menos entre os brasileiros, os homens traem muito mais que as mulheres. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP)  em 2003, metade dos homens já havia pulado a cerca pelo menos uma vez durante o casamento. Já entre as mulheres, o índice médio de infidelidade ficou em torno de 22%. E mais: os dois sexos traem por razões bem diferentes. Enquanto a rapaziada geralmente só quer descarregar o tesão e obter satisfação física, as mulheres costumam entrar de cabeça na relação, se envolvendo muito mais – o que significa que, quase sempre, elas querem romper um dos relacionamentos e se dedicar àquele que mais satisfaz a sua necessidade afetiva.

3- O olfato das mulheres é melhor que o dos homens? SIM!

Uma pesquisa do Monell Chemical Senses Center revelou que as mulheres têm o olfato mais aguçado do que os homens. A pesquisa que levou a esse resultado não deve ter sido muito bacana para os voluntários, mas vamos lá: homens e mulheres tinham de cheirar frascos com microgotas de suor misturadas com outras fragrâncias. Apenas duas das fragrâncias impediram as mulheres de sentir o cheiro do suor. Mas 19 fragrâncias bloquearam os narizes masculinos. Os pesquisadores também concluíram que o odor dos homens é mais difícil de mascarar que o das mulheres, independentemente de quem cheira. Apenas um quinto das fragrâncias podem encobrir o odor do sexo masculino, mas metade dos perfumes escondem o feminino.

4- As mulheres são melhores com a linguagem? SIM!
Mas, por quê?

Há mais de 40 anos existem pesquisas confirmando que as mulheres são superiores aos homens em relação às suas habilidades lingüísticas, mas ninguém sabia ao certo a razão biológica para isso. Fim do mistério: uma pesquisa realizada com crianças de 9 a 15 anos revelou que a resposta está na forma como as palavras são processadas no cérebro. Ao realizar tarefas linguísticas, as meninas apresentaram atividade maior em áreas cerebrais envolvidas especificamente no processamento da linguagem, que decifra a informação de forma abstrata. Os meninos, por outro lado, ativaram regiões ligadas à função visual e auditiva, dependendo da forma como as palavras eram apresentadas durante o exercício. Isso significa que o cérebro masculino tem um trabalho maior para processar as informações, já que precisa ser estimulado tanto visualmente quanto verbalmente para obter uma compreensão completa do tema.

5- Os homens preferem os objetos e as mulheres as pessoas? SIM!
E isso vem do berço – e explica por que eles se dão melhor em matemática.

Que as mulheres entendem melhor de pessoas e os homens, de coisas, você já sabe. As mulheres são mais habilidosas para saber o que o outro está sentindo, enquanto os caras levam mais jeito com objetos, ferramentas e sistemas mecânicos. Até aí ok. Mas estudos recentes mostram que essas características se manifestam desde os primeiros momentos da vida, colocando em xeque a teoria de que isso é condicionado pela sociedade – que os “doutrinaria” ao dar bonecas a elas e caminhõezinhos a eles. Desde que nascem, as meninas ficam mais tempo olhando para rostos, enquanto os meninos se concentram mais em móbiles. E esse comportamento não é exclusividade dos humanos: macaquinhos gostam mais de brincar com caminhões de plástico do que macaquinhas. Esse tipo de predileção dá origem a outra diferença comprovada por centenas de estudos: a de que os homens têm mais habilidade para imaginar objetos tridimensionais e manipulá-los com a mente, o que é a essência do pensamento matemático abstrato.

Salve amigos! Como anunciado acima, me chamo Sérgio Magalhães e, além do que já foi citado pela Kátia, também cursei letras na UFC e participo da organização de eventos de RPG e Literatura.

Bem, partindo para o assunto pra lá de polêmico e controverso, devo logo admitir que não enxergo mais a mulher como submissa ou dependente, de forma alguma, em nossa sociedade. Onde me baseio para concretizar esta opinião? Em primeiro lugar namoro ininterruptamente há 10 anos! Isso mesmo, claro que não com a mesma pessoa, mas tive contato com mulheres incríveis e de pensamentos fortes e decididos durante este tempo e é basicamente nestas experiências que posso me centrar; além de ter estudado letras, onde o curso era quase inteiramente composto por mulheres, outra inestimável fonte de pesquisa. No que posso constatar sobre o papel da mulher em nossa atual sociedade, vejo cada vez mais a personalidade como atrativo, além do sucesso profissional e atitude perante o mundo. Claro que o lado emocional, em geral, ainda é expressado de maneira mais evidente na figura feminina, sendo o homem cada vez mais cúmplice nisso, é claro. Entretanto, a mulher não é, há muito tempo, o estereótipo de fragilidade e dependência; se você é homem e não percebeu isso está muito atrasado amigo. A mulher tem cada vez mais noção de sua importância e não deixa nada ser decidido por ela. Nas experiências que tive, sempre valorizei a personalidade forte, alguém que tivesse planos, objetivos, e os buscasse através de empenho e dedicação. Acho que uma mulher, hoje em dia, que se contenta em ser uma sombra do companheiro não tem muita chance de desenvolver um relacionamento de confiança e cumplicidade, isso é bastante evidente, basta que olhe para o lado e perceba.

 

Citei meu exemplo pessoal em relação a relacionamentos, para exemplificar através da minha pessoa, ações comuns aos leitores. Se estiver muito errado em relação a isso, não deixem de citar nos comentários, ok? Outra coisa evidente quando se trata de relacionamentos é a mente afiada na mulher, bem mais apurada e exigente que a do homem. A mulher, quando envolvida, necessita de constantes provas da lealdade, do interesse do parceiro, de elogios. Mesmo em uma relação firme é necessária esta demonstração de tempos em tempos, ou o parceiro acaba sendo visto como desleixado emocionalmente. O que inicialmente deve ser analisado quando se trata de relação masculina e feminina é: você nunca saberá o que ela esta pensando inteiramente! Isso é fato. Enquanto o homem acha que não existe problema algum, para a parceira tudo pode estar ruindo de forma irremediável. O pensamento feminino está sempre antenado em vários aspectos que cercam sua vida em particular, e na do casal. Ela precisa conquistar suas metas, mas ter alguém a apoiando. A partir do momento que o parceiro passa a dar mais atenção a objetivos que, a primeira vista, não incluam a figura dela, pode ser o inicio de um transtorno sem volta. Falando, aqui, mais especificamente de relacionamentos para evidenciar as diferenças, fica clara a superioridade feminina em conduzir o homem em uma relação afetiva. Não é verdade que a mulher é extremamente emotiva e de derrama em lágrimas a cada briga do casal! Pelo contrário, mesmo sofrendo ela finge não ligar para um termino de namoro com uma atuação digna da mais competente peça de teatro. Neste quesito é o homem, imediatista e simplório, que acaba sendo rendido e conduzido para onde se quer. Não se enganem, a mulher lida com os sentimentos como ninguém, na maioria das vezes, claro. Não se esqueçam das exceções, mas estes são argumentos de voltados ao geral das coisas.  

 

Como já citado acima pela Kátia, existem sim homens sensíveis e mulheres desapegadas emocionalmente. Mas analisando em um âmbito geral, as diferenças são centradas essencialmente no pensamento intrínseco de ambos. O homem é mais prático, objetivo; a mulher mais perfeccionista, detalhista. Em situações cotidianas, o ser masculino não pensa muito antes de agir, quando não age puramente por instinto sem pensar nas conseqüências. O pensamento feminino já pondera bem mais, antes de tomar uma decisão. Daí umas das mais violentas diferenças entre ambos, a visão sobre a verdade das coisas. A simplicidade do homem enxerga tudo como sem importância, mas que valem a pena ser feitas, a mulher já exagera demais e estende fatos efêmeros, muitas vezes sem real importância.

 

Para fechar, vale também citar que a falta de entendimento, por vezes sé dá certamente pela falta de objetividade feminina na comunicação! Melhor que exemplificar com argumentos mais profundos, basta analisar o quadro abaixo. Se você, homem, nunca caiu em uma destas antíteses, atire a primeira pedra!

 

Sérgio Magalhães

Anúncios

Uma resposta to “Caixa Preta”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Caixa Preta « - 19/11/2011

    […] não deu certo. O mesmo digo das mulheres que generalizam os homens. No texto sobre a Diferença Entre os Homens e as Mulheres, comentei que não devemos generalizar, antes de tudo, todos somos indivíduos que tem defeitos e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: