Appetizers – Cinema

8 nov

Recomendo e Não Recomendo

Filme O Palhaço

O filme O Palhaço do Selton Melo é um filme que fala mais da busca particular do objetivo de cada um. No caso do palhaço Pangaré, vivido por Selton. O circo Esperança, um circo mabembe que roda o interior do Brasil em anos dantes a atual moeda tem a dificuldade de viver, enfrenta problemas os quais joga toda a administração para o personagem de Selton.
Conversando com minha companheira nesta empreitada cultura, Carol Oliveira, eu expressei meu medo de, por estar estudando sobre um autor existencialista, eu acabo vendo a busca existencial em todo lugar. Mas ela me falou que, em sua visão, o filme fala sim sobre essa busca. Benjamim esta passando por essa questão tão primordial. A tal encruzilhada sobre o que ser na vida, sobre quem ele é de verdade. Ele não se encontra sendo um palhaço de circo. Não teve essa escolha. Apenas o é desde que se entende por gente. Mas isso não basta para ele. Ele quer ser outra coisa, quer buscar ser ele mesmo, mas a questão é que ele não sabe quem é neste mundo. Sem identidade (literalmente), ele faz essa busca por si.
O filme tem uma fotografia esplêndida e uma construção cênica muito bem amarrada. Ver Paulo José em cena foi algo emocionante. Cada monstro desta arte que se viu nesse filme… Todos muito bem feitos. Até o filho do prefeito que travou de medo de um facão.. rsrs (quem for ver entenderá…). A narrativa silenciosa e emotiva da busca de Benjamim por alguém que o faça rir, a busca de Benjamim por encontrar o lugar de seu sorriso neste mundo é muito bem costurada com os problemas de todos os integrantes do circo. Desde a mulher de seios fartos demais que ficou sem soutien até a nova artista circense que dá o brilho singelo no final do filme. Escutei de uma atriz esplêndida (Rosalia Oliveira) que encontrei no ônibus, por mero acaso, que Selton Mello sabe escolher os papeis e que suas aparições são pontuais e primorosas. (não foi bem assim que ela falou, mas me lembro assim… liberdade poética….) Creio que desta vez ele criou tal papel para si. Esse Palhaço que busca saber que é e que lugar lhe pertence neste mundo é um presente para todos nós que adoramos a arte de buscar.
Recomendo mais que urgente que vejam esse filme!!!

Filme OS TRÊS MOSQUETEIROS 3D

Putamerdquefilmeruim!!!
A nova versão deste livro tão bem escrito foi, mais uma vez, estragada pelo excesso de “americanalização” mundial… pra não falar de “america-do-norte-esculhambação”. O excesso de efeitos especiais foi algo que estragou mais que tudo, mas nada perde para a falta de bom senso da ordem cronológica de invenções e acontecimentos. Primeiro que a invenção do dirigivel foi feita alguns séculos depois da século XVII, no reinado de Luis XIII. ainda mais o tipo de armas como metralhadoras rotatórias, que só vim a conhecer na época do velho oeste, outro evento que só veio a existir alguns séculos depois.
Enfim, outras coisas que me ajudaram a não apreciar tanto este filme foi a deturpação de certa ordem de eventos que foram colocadas, como a traição da personagem Milayd, ex-esposa do personagem Athos. Confeço que minhas referencias desta histórias são completamente culpadas por ser apenas o filme anterior. Mas mesmo assim, de lá pra cá muita cisa foi grotescamente alterada. Até mesmo a forma poetica como os acontecimentos foram se desnrrolando foi atacada pelo excesso de efeitos especiais e a (não sei porque) necessidade de aventurizar tudo demais.
Enfim, este filme leva o nome de Grotescamente Exagerado, a meu ver. é muito efeito especial para um filme só… e olha que nem é feito no espaço… ainda que fosse, para se justificar tanta explosão de computação gráfica… pelamordedeus!!!!
Não recomendo este filme.
Por Leonardo Costa
Anúncios

3 Respostas to “Appetizers – Cinema”

  1. Carol Oliveira 10/11/2011 às 23:25 #

    Achei lindo o Selton Melo dizer na entrevista, que para um próximo filme ele quer primeiro ter algo para dizer e ai assim pensar em faze-lo… Cara muito show! E Leonardo, viu como você não estava vendo busca existencial em todo lugar? Realmente a intenção do filme era passar isso, o encontro da sua existência no mundo em que vive. E o Selton passou a essência de tal sentimento, de uma forma tão linda e magica que acho que ninguém mais poderia ter feito isso além dele. Foi um filme para ser aplaudido de pé, com direito a bis.
    Muito obrigada pelo o covite meu amigo, adorei mesmo!

  2. N(A)tiva 08/11/2011 às 20:00 #

    Fiquei com vontade de ver o Palhaço, acho que vou amar! Já segundo filme, no trailer percebemos que tem monte de atores famosos, mas que ficaram para encher linguiça. Desperdício mesmo. Podemos dizer que é um filme estilo blockbuster, em inglês equivaleria a arrasa quarteirão em português, só para atrair a criançada que curte explosões a torta e a direita! ¬¬ Gostei das criticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: