Eu Vivo Mal Humorada

15 nov

Proclamação da República no Brasil

Pintura de Benedito Calixto - Proclamação da República 1893

Sei que todo mundo estudou história um dia na sua vida e sabe bem (mesmo que muitos tenham esquecidos) que hoje é 15 de Novembro, dia da Proclamação da República. Em Setembro me indignei porque o povo estava feliz com feriado mas muitos nem tava preocupados que data era aquela e isso me deixou chateada mesmo, hoje é do mesmo jeito. Fiquei boba porque muita gente veio perguntar que feriado era esse. Li o artigo da (N)Ativa Raquel Dias e meio que me inspirei para escrever esse.

Não vou tratar do mesmo assunto, só quero antes de falar do dia 15 de Novembro e o que ele representou e representa para o Brasil, lhe perguntar leitores. O que está acontecendo com o povo brasileiro? Quando eu era criança e estudava essas datas comemorativas, via as pessoas mais conscientes do que elas representavam, tanto nas escolas como também em casa. Hoje só vejo o povo doido pelo feriado para ficar em casa e beber cerveja com amigos. Gosto de feriado, não sou hipócrita, e vou para barzinho (apesar desse do Sábado passado até hoje está estudando :/ ). Mas juro que tenho medo, medo do futuro desse país onde as pessoas só pensam em curti e as crianças estão aprendendo valores cada vez mais fúteis, como ter a nova boneca barbie ou comprar o livro de uma nova saga vampírica.

Não sou a senhora certinha, também tenho minhas futilidades (e como tenho), mas gente pelo amor de Deus, os brasileiros são povo tão bonito, tão forte, já sofreu tanto e ainda sofre e já lutou inúmeras vezes, sangrou e o Brasil é palco de batalhas tão importantes para nação. Tenho medo de nos tornamos um país de alienados, que engolem tudo que lhe é oferecido, sem questionar, só porque temos festinhas de fim do ano no Aterro. E outra coisa, vejo os adolescentes com preguiça de pensar e isso me deixa preocupada, nunca esqueço de meus professores do ensino médio me dizendo que devíamos ler bastante para termos consciência critica e isso é fundamental para qualquer cidadão. E Como em tudo na vida, se não nos valorizamos, ninguém valoriza. Ou mais vulgarmente falando, quem muito se abaixa, mostra o fundo das calças.

Agora vou fazer um favor cívico e colocar aqui no (N)Ativa para lembrar os esquecidinhos porque hoje é feriado nacional.

No final da década de 1880, a monarquia brasileira estava numa situação de crise, pois representava uma forma de governo que não correspondia mais às mudanças sociais em processo. Fazia-se necessário a implantação de uma nova forma de governo, que fosse capaz de fazer o país progredir e avançar nas questões políticas, econômicas e sociais.

Crise da Monarquia

A crise do sistema monárquico brasileiro pode ser explicada através de algumas questões:

– Interferência de D.Pedro II nos assuntos religiosos, provocando um descontentamento na Igreja Católica;

– Críticas feitas por integrantes do Exército Brasileiro, que não aprovavam a corrupção existente na corte. Além disso, os militares estavam descontentes com a proibição, imposta pela Monarquia, pela qual os oficiais do Exército não podiam se manifestar na imprensa sem uma prévia autorização do Ministro da Guerra;

– A classe média (funcionário públicos, profissionais liberais, jornalistas, estudantes, artistas, comerciantes) estava crescendo nos grandes centros urbanos e desejava mais liberdade e maior participação nos assuntos políticos do país. Identificada com os ideais republicanos, esta classe social passou a apoiar o fim do império;

– Falta de apoio dos proprietários rurais, principalmente dos cafeicultores do Oeste Paulista, que desejavam obter maior poder político, já que tinham grande poder econômico;

Diante das pressões citadas, da falta de apoio popular e das constantes críticas que partiam de vários setores sociais, o imperador e seu governo, encontravam-se enfraquecidos e frágeis. Doente, D.Pedro II estava cada vez mais afastado das decisões políticas do país. Enquanto isso, o movimento republicano ganhava força no Brasil.

A Proclamação da República

No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, com o apoio dos republicanos, demitiu o Conselho de Ministros e seu presidente. Na noite deste mesmo dia, o marechal assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório.

Após 67 anos, a monarquia chegava ao fim. No dia 18 de novembro, D.Pedro II e a família imperial partiam rumo à Europa. Tinha início a República Brasileira com o Marechal Deodoro da Fonseca assumindo provisoriamente o posto de presidente do Brasil. A partir de então, o pais seria governado por um presidente escolhido pelo povo através das eleições. Foi um grande avanço rumo a consolidação da democracia no Brasil.

Achei partes de um Quadrinho da Mônica que fala da Proclamação da Republica e achei massa, vou postar aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: