Post Fashion

7 dez

Hoje amigos, vamos conhecer um pouco mais da história das meias, que são peças bem antigas do vestuário e eram usadas apenas por homens!

No século I ela tinha a função de proteger, envolvendo pés e tornozelos e ficando escondida dentro dos calçados, mas logo elas, as meias, subiram até os joelhos, porém seu uso era constrangedor, pois o homem que as usassem sem botas era considerado afeminado.

No século V a igreja católica inseriu as meias no vestuário, estas iam até os joelhos e eram de linho. Já no século XI as meias justas se tornaram popular, no século XIV cobrir as pernas acabou sendo necessidade porque as saias que os homens usavam mal chegavam ao joelho, eles usavam calças (meias) muito parecidas com as meias-calças de hoje e mostravam o contorno das pernas, nádegas e entrepernas. A igreja condenou o modelito!

Nos séculos XIV e XV virou moda usar essas meias coloridas, uma perna de cada cor, até o século XIV, raríssimas são as referências em relação as meias para mulheres, acredita-se que isso aconteceu porque elas usavam saias muito longas e porque mostrar as pernas também não lhes era permitido.

Na segunda metade do século XVI, as mulheres começaram a tricotar meias de lã para se proteger do inverno e em 1589 William Lee reverendo da época criou um tear para meias, ele fabricava as meias a partir do entrelaçamento de um único fio, considera-se o início da indústria da meia.

A Alemanha foi o lugar que mais desenvolveu a fabricação de meias em 1700 já existiam 32 fábricas de meias lá em Berlim.

Conta-se que nas pequenas cidades que zelavam pela moral e decência a meia revelava quem era o seu usuário, se ela fosse florida a pessoa era suspeita, se fosse de seda a mulher era considerada pecadora, mas em Paris século XIX esse prejulgamento era bobagem até porque as meias arrastão faziam maior sucesso entre as dançarinas de cancã. Já no final do século XIX e início do século XX os espartilhos vinham com tiras de elásticos com pequenas presilhas para prender meias que podiam ser brancas ou pretas. No final da 1° Guerra as saias ficaram mais curtas e as pernas ganharam espaço, as meias de luxo ganharam destaque, pois eram feitas com fio de seda e tinham bordados bastante delicados nas laterais.

Com a descoberta do náilon as meias ganharam maior elasticidade e o preço foi reduzido, mas com a 2° Guerra o náilon foi destinado para a fabricação de paraquedas e roupas de soldados, as mulheres ficaram tão desesperadas que faziam com lápis a marca da costura na parte de trás das pernas para fazer de conta que estavam de meias, mas ao final da guerra as mulheres puderam ficar aliviadas e voltar a usar suas meias novamente! Só que logo as mulheres refugaram as meias e decidiram mostrar as pernas nuas e lindas por ai, afinal o que é belo tem que ser visto! Então mulheres pernocas de fora!!! 

Anúncios

Uma resposta to “Post Fashion”

  1. Rafael Dellano 07/12/2011 às 22:59 #

    Nas minhas pesquisas para a mono, li sobre uma história, que não lembro o autor, que houve um príncipe que deu uma meia de seda de presente a uma princesa e isso foi tido como ofensa… Até imaginar as pernas das mulheres em meados do século XV era considerado pecado…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: