Caixa Preta

21 jan

Oi meus queridos N(A)tiveiros espero que tenham gostado de minha ultima serie terminou de forma quente não? Não viu? Leia aqui: Caixa Preta

 

Cena:

Roberto chega ao hospital cansado e com o coração na mão a três horas atrás recebeu um telefonema dizendo que seu pai tinha sido internado na UTI de um hospital, ele saiu as pressas, Joana não estava em casa tinha ido com as amigas ao cinema, ele deixou um bilhete na mesa com o coração pesado de não poder ter sua companheira ao lado dele naquela confusão que tinha virado sua vida de repente. Ao entrar no quarto vê uma cena comovente: A sua mãe segurava a mão de seu pai e lhe dizia palavras de carinho com os olhos lacrimejando ele se aproximou dela e pôs a mão em sue ombro. Seus pais eram separados a mais de 10 anos.

 

Episodio de hoje: Companheirismo.

Passamos muito rápido por essa vida, você até pode duvidar disso agora principalmente se ainda esta na casa dos vinte e poucos anos, mas ela (a vida) é ligeira e nossas ações são preciosas para definir quem teremos como companhia nas horas necessárias. E que horas seriam essas tantas, alguém para dividir uma vitória, alguém para chorar uma derrota, alguém com quem comentar as noticias do jornal, alguém para estar ali do seu lado sem uma palavra mais com muito significado…

 

Não me leve a mal os que gostam de solidão eu mesma tenho meus momentos, nem pensem que resumo a nossa vida a procura de um par, um “complemento” como dizem alguns mais em alguns momentos companheiros são necessários para tornar as coisas mais leves.

 

E quando me refiro a companhia não reduzo isso a um relacionamento romântico, falo de amigos que estão lá quando dói e quando você esta feliz, a filhos que seguram sua mão na dor e sorriem com você, a qualquer forma de vida com a qual você possa contar para estar a seu lado e lhe dar conforto.

 

Ha momentos que passamos muito melhor se dividirmos com outros, a felicidade de passar em um concurso se torna maior ao ver o orgulho estampado no rosto de outros além de você, a dor da perda de um ente querido se torna mais suportável ao receber o apoio dos amigos.

 

Esse é meu desejo hoje para vocês, nesse fim de semana que chega que hoje você possa homenagear os que lhe acompanham pela batalha que é viver, agradeça com um sorriso, com uma mensagem, com um abraço. Pode enviar esse texto para a rede social daquele seu companheiro que de alguma forma já esteve lá quando você precisou e que você com certeza estará quando ele precisar.

 

 

Cena:

Ao ver o bilhete de Roberto, Joana corre a seu encontro, chegando ao quarto vê a mãe de Roberto e ele abraçados, quando ele lhe vê abre os braços com os olhos cheios de lagrimas, enfim podia se sentir mais forte sua mulher já estava ali…

 

Raquel Dias¬¬: Dedico este artigo a minha amiga Karine Lopes e a todos os que já foram e ainda são meus companheiros na vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: