Voxx Populi

7 fev

Olá povo desse blog!

Hoje falarei de algo que foi sugerido por um amigo meu, mas que nosso país passa diariamente com um crescimento assombroso sem vermos uma solução que tenha nela curto, médio e longo prazo, estou falando do numero de dependentes químicos que aumenta assustadoramente em nossa sociedade, a uns meses atrás acompanhamos pela TV uma “tentativa” de ajudar os que viviam em um determinado pedaço da grande São Paulo que era conhecido como “CRACOLÂNDIA” por ser um local de uso continuo para dependentes dessa droga especifica, a prefeitura de São Paulo fez o que chamam de internação compulsória ou seja sem a permissão do usuário, foram encaminhados dezenas de usuários para inicialmente fazer exames psiquiátricos e depois serem encaminhados para tratamento (Claro que não teve nada a ver com o fato de tempos depois o terreno onde estava a “CRACOLÂNDIA” ter sido doado pela prefeitura para o Instituto Lula da Silva¬¬ ), o fato é que essa internação compulsória divide opiniões há correntes de especialistas que defendem que o tratamento sem a permissão do dependente diminui muito a probalidade de sucesso do tratamento e a correntes de especialista que dizem que em casos onde o dependente já perdeu completamente o senso da realidade o único caminho é a internação compulsória.

Mas o que se discuti, além disso, é que se falarmos somente em internação jamais resolveremos esse problema, estamos atacando efeitos e não causas, que politica de prevenção temos hoje implementada nas escolas do Brasil? Que medidas disciplinares têm hoje para os que iniciaram no uso de drogas? Debatemos ferozmente o crack, mas o que nos diremos aos que descobrem a dependência com álcool ou tabaco que são drogas licitas? Que são em sua maioria o inicio de todo o processo?
Não, esse não é um questionário para que você responda mais para que reflita, depois da ação do governo de São Paulo saiu uma pesquisa que dizia que mais de 60 % da população paulista concordou com a ação de internação em massa. Isso para mim não foi nenhuma surpresa é obvio que pensamos em algo imediato para “nos livrar” do problema, mas essa é a solução? Afugentar os usuários de um lugar para outro ou ainda interna-los sem a permissão deles, mesmo sabendo que a possibilidade de retorno desse usuário é muito grande? Isso não é um paliativo que depois só se tornará um problema ainda pior?
Essas pessoas que passamos na rua e escondemos nossas bolsas, ou atravessamos a rua ou dizemos “coitado tão triste né?” Precisam de mais que medidas paliativas, precisam de medidas efetivas que garantam não seu encarceramento, mas sua dignidade de volta, você pode dizer que não é problema seu, que isso é invenção de quem defende o direito dos vagabundos, mas vou terminar deixando uma pergunta. Quantas pessoas do seu meio, que você convive merecem mais uma chance mas que no momento estão perdidos em um mundo onde as pessoas dizem que o melhor seria se ele não estivesse ali para “enfeiar” a paisagem?
Raquel Dias ¬¬
Anúncios

Uma resposta to “Voxx Populi”

  1. N(A)tiva 07/02/2012 às 21:40 #

    Parabéns amiga, seus textos como sempre são ótimos e nos fazem refletir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: