Caixa Preta

21 abr

Vou começar postando duas músicas que dizem mais ou menos o que sentimos quando nos apaixonamos, quando a primeira faísca queima em nosso coração. E você sente que encontrou finalmente o que procurava a vida inteira. É uma sensação engraçada. Mas vamos as músicas e depois eu continuo o post.

Firework

Katy Perry

Maybe a reason why
All the doors are closed
So you could open one that leads
You to the perfect road
Like a lightning bolt,
Your heart will glow
And when it’s time, you’ll know
You just gotta
Ignite the light
And let it shine
Just own the night
Like the 4th of July

Fogo de Artifício (tradução)

Talvez a razão pela qual
Todas as portas estejam fechadas
É que você possa abrir uma que te leve
Para a estrada perfeita
Como um relâmpago,
Seu coração vai brilhar
E quando chegar a hora, você saberá
Você só tem que
Acender a luz
E deixá-la brilhar
Apenas domine a noite
Como o dia da independência
Teri meri nazar jo mili pehli baar
Ho gaya ho gaya tujhse pyaar
Dil hai kya dil hai kya jaan bhi tujhpe nisaar
Maine tujhe kiya aitbaar
Ho main bhi toh tujhpe mar gayi
Deewanapan kya kar gayi
Meri har dhakan betaab hai
Palkon vich tera khwaab hai
Ho jaan se bhi pyaari pyaari jaaniya ko salaam

Saudações ao Amor (tradução)

Quando nossos olhos se encontraram pela primeira vez
Eu me apaixonei por você
Que coração é esse, você pegou minha vida
Eu depositei toda minha fé em você
Eu também morro por você
Que loucura eu fiz
As batidas do meu coração estão incontroláveis
Em meus olhos eu vejo seus sonhos
Saudações a meu amor tão querido quanto minha vida

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade
É servir a quem vence o vencedor,
É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?

Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Michaelis

paixão1
pai.xão1
sf (lat passione) 1 Sentimento forte, como o amor, o ódio etc.2 Movimento impetuoso da alma para o bem ou para o mal. 3Mais comumente paixão designa amor, atração de um sexo pelo outro. 4 Gosto muito vivo, acentuada predileção por alguma coisa. 5 A coisa, o objeto dessa predileção. 6Parcialidade, prevenção pró ou contra alguma coisa. 7Desgosto, mágoa, sofrimento prolongado. 8 Os tormentos padecidos por Cristo ou pelos mártires.

paixão2
pai.xão2
sf Em construção naval, nome que se dá ao anel metálico fixo na sobrequilha para segurar a manilha da amarra.

La Passion…

Agora que já definimos em música, soneto e metalinguística. Podemos cuidar da prosa, em primeira instancia preciso discordar do talentoso Camões quando ele diz que ele define amor como tudo que ele fala no soneto, porque ali ele está definindo se está apaixonado, amor mesmo é outra coisa, eu gosto bem de distinguir com uma metáfora, é como se o amor fosse adulto e a paixão a adolescência. Claro que se pode se sentir os dois por alguém ou apenas e ser feliz do mesmo jeito, mas as pessoas costumam confundir os dois, muitas vezes nos encontramos apenas apaixonado por alguém e cremos ama-la.

É difícil se amar alguém de primeira, acredite. A paixão é sempre a porta para o amor, mas ela pode acabar e você continuar amando ou o amor mesmo nunca pode vim e você achar que ama porque gosta muito de fulano. Como eu disse anteriormente o amor é maduro, é altruísta, profundo, calmo, quando amamos alguém queremos ver aquela pessoa feliz, mesmo que seja longe de nós, não suportamos sua infelicidade. É fato, mesmo que você não acredite, mas quando amamos verdadeiramente alguém temos a capacidade de terminar um relacionamento na boa para que aquela pessoa possa seguir feliz, mesmo que você fique triste. Seu amor é maior.

Agora os faço duas perguntas e quem puder respondê-la nos comentários fico muito grata, por que a paixão está associada sempre a dor? E por que ela também nos remete a algo carnal?

Na paixão, somos egoístas, queremos aquele ser para nós, somos mais propenso ao ciúme. A paixão é forte, avassaladora, te tira do eixo, te enfeitiça. Mais ou menos como as musicas e o soneto definiu ou mesmo o dicionário. Quando estamos apaixonados nos sentimos presos, amarrados. Tudo que a pessoa faz é lindo, difícil ver um defeito. Quando a paixão morre ou se transforma é quando começamos a enxerga a verdadeira face da pessoa por quem estávamos apaixonados.

É quando realmente posso dizer que estamos gostando de alguém porque afinal durante a paixão estamos ainda idealizando a pessoa (ela não tem culpa, viu!?), funciona mais ou menos assim, você ver determinada qualidade que admira em alguém e acha aquilo tudo maravilhoso, se acende a faísca, depois aquela admiração vai aumentando e você começa a criar uma idealização dela (que pode ser correspondida ou não, o que quero dizer com isso? A pessoa pode mesmo ter aquela determinada qualidade e outras mais que lhe chamam atenção ou simplesmente você perceber que ela não era nada do que você pensava), ai ou o sentimento vira amizade ou a paixão floresce.

É muito interessante ver alguém apaixonado por você, os olhos dela brilham verdadeiramente quando te vêem. Ou quando estamos apaixonados, sentimos mesmo o diabo das borboletas no estomago, não é brincadeira não. É avistamos a pessoa que as danadas voam na nossa barriga. Acho que depois do que definir do amor e a paixão, ninguém mais vai querer amar. Costumo dizer que é quando amamos fulano que verdadeiramente gostamos dele, porque ali amamos os defeitos também que sempre vêm juntos no pacote. Na paixão ainda não os enxergamos mais durante a transição ou fim da paixão podemos os ver perfeitamente. Ninguém consegue levar um casamento por exemplo só apaixonado. É necessário o amor junto para que haja a condição da convivência do dia a dia (que não é fácil). Confesso que não sou simpática a paixão, durante esse processo existe a capacidade maior de sermos feitos de idiota. E posso dizer que para mim se está apaixonando é como se estivesse enfeitiçado por alguém, acho a paixão perigosa.

Muitas pessoas dizem que é ótimo se está apaixonado, que amam o perigo e que não dar para se viver sem a paixão, nessa parte concordo plenamente, a paixão do homem é o que o move, não nos apaixonamos apenas por pessoas, nos apaixonamos por nossa profissão, por um hobby e pela vida mesmo. O homem é cheio de paixões, isso é fascinante, essa semana por exemplo assistir Alexandre e dar para notar, no filme pelo menos, que o personagem é apaixonado por suas conquistas, por conhecer novas culturas, nossas civilizações. Os esportistas são apaixonados pelas conquistas e por vencer desafios, a pior das paixões é pelo poder porque ela nos leva a cometer atos repugnantes. Mas vemos também que ela é uma das mais antigas e frequente paixão do homem.

Acho interessante os conceitos que Platão tem de amor platônico e paixão. Vamos ver:

A expressão amor platônico é uma interpretação equivocada do conceito de Amor na filosofia de Platão. O amor em Platão é falta. Ou seja, o amante busca no amado a Ideia – verdade essencial – que não possui. Nisto supre a falta e se torna pleno, de modo dialético, recíproco.

Em contraposição ao conceito de Amor na filosofia de Platão está o conceito de paixão. A paixão seria o desejo voltado exclusivamente para o mundo das sombras, abandonando-se a busca da realidade essencial.

Não que eu concorde ou discorde dele, mas quero frisar que a paixão sempre nos cega e isso é um fato. Temos que tomar cuidado com isso, porque acabamos distorcendo a realidade e podemos nos tornar obcecados por alguém ou uma ideia e como já falei anteriormente em outro post, obsessão nunca é bom.

Tenho que admitir que a paixão, quando ela nasce, quando você começa a senti-la por alguém é algo especial, principalmente se vinhemos de uma relação decadente, que nos deixou desacreditados no amor, parece que nascemos de novo. As coisas parecem ter cor novamente, como dizem nos desenhos animados e filmes, é a primavera dentro de nós. Agora tenho que deixar um parecer aqui, não acho que seja impossível você não se apaixonar como muitos amigos e conhecidos meus dizem. Antes de se apaixonar por alguém você ainda tem o domínio das suas faculdades mentais e percebe direitinho que aquela atração pode virar um sentimento não apenas carnal. Ou que aquela amizade está tomando um rumo diferente. Nesse momento podemos nos desviar ou continuamos porque depois disso meu amigo(a) você está ferrado, ops quero dizer apaixonado. 😉

obs: Não sou contra a paixão, não podemos fugirmos dela, mas podemos procurar curti esse sentimento de uma forma mais saudável. E depois de toda essa discussão vamos ouvir uma música do Roupa Nova (Frisson) que também descreve o momento de se apaixonar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: