ESTILO DE VIDA NERD

24 maio

Diablo 3

Como o assunto do momento é Diablo 3 não podia deixar de falar no Nativa, comentar um pouquinho do jogo que tá viciando todo mundo, pelo menos que eu conheço e contar também a origem do jogo. 😉

Confesso que me lasco de medo de jogar isso! rs rs rs

Diablo III é um RPG de ação para computador desenvolvido pelaBlizzard Entertainment, o terceiro título da série Diablo. Sua produção foi revelada em 28 de junho de 2008, na Blizzard Entertainment Worldwide Invitational.

Enredo

Diablo III segue a história de seu predecessor, Diablo II: Lord of Destruction, que superou expectativas. A história do novo jogo passa-se depois de vinte anos dos acontecimentos que marcaram o fim de Diablo II. Os demônios Diablo, Mephisto e Baal foram derrotados, mas quando um cometa cai na Terra exatamente no lugar onde Diablo foi confinado, os guerreiros são novamente convocados para defender a humanidade contra as chamas do Inferno.

O estilo do jogo continua o mesmo (vista de cima), mas desta vez utilizando os recursos das novas tecnologias reproduzindo um mundo totalmente em 3D e interativo, podendo até destruir cenários. Os jogadores poderão escolher entre cinco classes disponíveis e se aventurar num mundo mágico e ameaçador que Diablo III proporciona, porém desta vez, com novas habilidades e equipamentos e com um nível de personalização de personagem mais apurado.

Classes

Já foram divulgadas as cinco classes presentes em Diablo III. Elas são:

  • Bárbaro (Barbarian): Conhecida classe do game anterior da série, Diablo II LoD, o Bárbaro retorna em Diablo III com uma mudança em seu visual, que está com uma aparência mais velha e com muitas cicatrizes, referência as inúmeras batalhas que travou. Habilidades como Tornado (Whirlwind), que estavam presentes no último game, retornam nesse, assim como algumas skills novas que irão chegar.
  • Bruxo (Witch Doctor): Classe exclusiva deste game da série, oBruxo é uma espécie de xamâ, que usa magias para convocar os mortos para lutarem a seu favor e lançar pragas e venenos nos inimigos, assim como a classe do game passado, Necromancer.
  • Mago (Wizard): Uma classe de magos focada em magias arcanas e elementais. É a classe que substitui a Sorceress neste game.
  • Monge (Monk): Tem um modo de luta semelhante ao Paladin, apesar de não ser muito parecido com ele, como o Mago com aSorceress ou o Bruxo com o Necromancer.
  • Caçador de Demônios (Demon Hunter): Classe especialista em armas (bows e crossbows) e skills de longo alcance. Assemelha-se à Amazon de Diablo II e assimila alguns traços da Assassin de Diablo II LoD.

O Teaser do jogo.

Encontrei um site que comenta direitinho como foi a estreia do jogo e todos os problemas que causaram para os jogadores e para Blizzard, devido os bugs e travamento do jogo.

Consequências de um lançamento (nada) épico: lições de Diablo III

Servidores inativos, problemas pós-login. Por que? E o que isso ensina da estratégia de uma das maiores companhias do ramo?

Quem quiser saber mais da matéria é só clicar nesse link abaixo:

http://www.pop.com.br/games/noticias/pc/766724-Consequencias-de-um-lancamento-nada-epico-licoes-de-Diablo-III.html

Tudo começou

Diablo

Diablo é um jogo de computador estilo Action RPG, passado em época medieval fictícia. Produzido pela Blizzard North e distribuído pela Blizzard Entertainment, foi lançado em 1996. O objetivo deste primeiro jogo da série é, basicamente, acabar com o mal que esta assolando a pequena cidade de Tristam, espalhado pelo Diablo, o Senhor do Terror. O personagem ganha pontos de experiência após matar inimigos, acrescendo seus níveis e aumentando suas magias e atributos (força, magia, destreza e vitalidade) a livre escolha.

Personagens

O jogador pode construir três tipos de personagem: um Guerreiro, uma Arqueira ou um Feiticeiro. Os três são muito semelhantes, na medida em que não há quaisquer restrições a feitiços, armas ou equipamentos. As únicas diferenças são os diferentes focos de cada um deles. O Guerreiro tem grande força e vitalidade, mas baixa magia e média destreza. A Arqueira tem grande destreza, média magia, vitalidade e força.

E o Feiticeiro tem alta magia e destreza, mas baixas força e vitalidade. Cada escolha implica numa estratégia diferente de jogo, mas costuma-se dizer que o Guerreiro é melhor para principiantes, visto que inicia já muito forte, porém não fica tão poderoso no final de sua carreira. A Arqueira seria para jogadores intermediários, visto que se mantém constante ao longo de todo o jogo. Já o Mago seria indicado apenas para jogadores avançados, pois inicia muito fraco e se desenvolve ao longo do jogo, para se tornar o mais poderoso dos três.

A História do Santuário

Diablo se passa num mundo fictício chamado Santuário. No primeiro jogo, apenas a cidade de Tristram é mostrada, mas no segundo viaja-se por diversas partes desse mundo.

Ao que tudo indica (manual do jogo, livro de RPG, as histórias contadas ao longo do jogo e o jogo Diablo II em si), o mundo se assemelha muito ao Velho Mundo durante a Idade Média, com os Bárbaros ao norte (na região deHarrogath); Povos do Deserto que se assemelham a Persas a sudeste (vivendo ao redor da cidade de Lut Gholein); e até uma civilização semelhante à Asteca a leste (chamada de Kurast).

O mundo conhecido e “civilizado” se organiza de forma independente, mas em torno de uma religião comum (que se assemelha ao Cristianismo Medieval), cuja matriz, a cidade sagrada de Zakarum, se encontra nas florestas de Kurast, mas enfrenta uma franca decadência de valores, com o clero cada vez mais corrompido e iniciando um perigoso flerte com as forças das trevas.

Leoric é o Rei de uma ampla região (semelhante a um grande feudo) que é dominada por um gigantesco Monastério da referida religião. Ele, inclusive, habita o Monastério. Tudo muda quando o filho de Leoric, Albrecht, o príncipe herdeiro que é apenas uma criança, é raptado durante a noite por uma horda de demônios que o levam para as Catacumbas da igreja da cidade de Tristram, nos domínios de Leoric.

Leoric se reúne com Lazarus, o Arcebispo da cidadezinha em questão e, juntos, decidem formar um exército de conscritos e marchar para as Catacumbas a fim de resgatar o garoto. Dias se passam e a expedição não retorna. É quando chega à cidade um misterioso herói: o personagem do jogador.

Trailer de Diablo 

Organização das Fases do Jogo

Tristram

É a única fase de interação. Trata-se da própria cidade. Lá os combates são proibidos e alguns NPCs ou PNJs(Personagens Não-Jogáveis) estão espalhados a fim de dar informações, vender itens e “conversar” com o personagem de jogador. Há personagens característicos de jogos de RPG, como o Ferreiro, que vende armas, a Bruxa Adria, que vende poções e itens mágicos em geral e o Sacerdote, que oferece curas ao personagem. Há ainda personagens menos importantes, como o bêbado que parece não dizer coisa com coisa, mas que, na verdade é um veterano da Guerra contra as Forças do Mal que acabou enlouquecido por tudo o que viu; a garçonete do bar, que, assim como o dono da Taverna não oferece muitas opções; o velho sábio (que é o último dos Horadrim, uma ordem de sábios guardiões do conhecimento do mundo), que conta as histórias da cidade e cujo nome é Deckard Cain; e o garoto perneta Wirt que vende mercadorias contrabandeadas.

O nome do garoto contrabandista é Wirt e ele possui uma perna de pau. Sua figura se tornou uma espécie de Easter Egg (Ovo de Páscoa) nos jogos da Blizzard, já que em Diablo II pode-se saquear seu cadáver (e utilizar sua perna de pau como um porrete) e em Warcraft III – The Frozen Throne pode-se encontrar a sua “outra perna” no mundo de Dreanor, como se ambas as pernas do garoto fossem de pau.

Por ser o único local em que é possível comprar e consertar itens, além de obter cura, o jogador é quase obrigado a retornar frequentemente à cidade e lá acaba sendo informado de novas missões.

As Catacumbas Superiores

Após as primeiras apresentações, o jogador fica sabendo que o Príncipe do Reino, apenas uma criança, foi raptado e levado para as catacumbas da igreja. O Rei reuniu homens para ir atrás do filho, mas niguém voltou e há alguns dias as coisas começaram a piorar, com sons e uma aura de medo saindo da igreja. Logo na entrada da igreja, o jogador encontra um moribundo que, antes de morrer, alega que a expedição foi levada pelo Arcebispo Lazarus até uma armadilha. Eles foram emboscados por um demônio chamado The Butcher (O Açougueiro), que matou todos, enquanto Arcebispo desaparecia em meio às Catacumbas. O moribundo pede que sua alma seja vingada e, finalmente, morre.

O jogador avança então por quatro níveis (desce-se um lance de escadas entre um e outro) que alteram-se cada vez que o jogo é começado do princípio. Descobre-se que as forças do mal estão não só trazendo os mortos de volta à vida (na forma de esqueletos e zumbis) mas também que demônios estão surgindo nas Catacumbas. Os inimigos encontrados nestes níveis variam, mas alguns chefes são recorrentes, sendo o Butcher o único fixo. E ele realmente é um problema sério, sendo que o personagem ainda está muito pouco desenvolvido quando chega a hora de enfrentá-lo.

O Butcher se tornou um personagem recorrente nos jogos da Blizzard quando, em Warcraft III – The Frozen Throne, é inserido como um inimigo escondido no mundo de Draennor, numa das missões da campanha dos Blood Elfs.

Outros inimigos interessantes que se encontram nas Catacumbas são o Minotauro Covarde, que se oferece para dar uma arma mágica ao jogador em troca de que sua vida seja poupada, mas que o ataca numa segunda tentativa de conversa; o Minotauro que polui as águas da nascente que abastece a cidade de Tristram e o Rei Leoric. O confronto contra o Rei é muito interessante, pois, quando ocorre, se desenvolve numa câmara em separado repleta de mortos-vivos. O Rei também tombou vítima do Butcher, mas a sombra do mal que assola a região somada a sua ânsia por encontrar seu filho desaparecido o têm mantido vivo. Ele é um Esqueleto Morto-Vivo que, quando derrotado, dá ao jogador sua coroa mágica.

As Catacumbas Inferiores (ou Masmorras)

Quando acessa as Catacumbas inferiores, o jogador abre uma nova entrada (no Mausoléu ao lado da igreja) na cidade que leva até elas. Basicamente essa fase é uma continuação da anterior. Também dividida em quatro níveis de profundidade, as criaturas a serem enfrentadas são agora ligeiramente mais difíceis.

Também como na fase anterior, os inimigos, bem como as missões, variam a cada vez que se inicia o jogo do começo. Não há, agora, missões fixas e a missão de maior relevância para a história é a busca da Arkaine’s Valor, a armadurados Reis antigos. Também nas Catacumbas Inferiores pode-se, algumas vezes, encontrar livros que contam trechos da História do Mundo de Sanctuary, como o Conto dos Três, que faz referência aos três demônios primordiais que, um dia assolaram o mundo, mas que foram banidos: Diablo, Baal e Mephisto.

As Cavernas

Depois de vencidos os quatro pisos das Catacumbas Inferiores, ganha-se acesso ao Subterrâneo, abrindo-se uma nova entrada na cidade acima (nas montanhas próximas do esconderijo de Wirt). Basicamente, esta fase se desenvolve no interior de uma zona vulcânica teoricamente muito profunda, tanto que é cortada por rios de magma.

Aqui os inimigos são consideravelmente mais poderosos e jogadores principiantes, às vezes encontram dificuldades em cotinuar prosseguindo. Praticamente já não existem mais Mortos-Vivos e os Demônios são as maiores ameaças.

A missão de maior interesse nessa fase, também dividida em quatro sub-níveis e onde também tanto a organização do cenário quanto as missões e os inimigos encontrados variam a cada vez que se inicia o jogo do começo, é a busca pela Bigorna da Fúria (The Anvil of Fury), que permitirá ao Ferreiro da cidade forjar uma arma lendária para o personagem.

O Inferno

Todo o enredo do jogo leva o personagem a este ponto. Localizado nas profundezas de Santuário, o Inferno se assemelha a um labirinto com paredes de rochas incandescentes. Os inimigos são quase todos magos malignos e demônios do tipo Succubus. A morte é uma constante para o personagem. Qualquer deslize e ela o acomete. Na estruturação, o Inferno é semelhante às outras três fases: também é aberta uma nova entrada na cidade (uma rachadura no chão atrás da casa do sacerdote), os inimigos, as missões e a estruturação dos níveis variam cada vez que se inicia o jogo do começo. Há, contudo, duas missões fixas.

Dentre as missões acessórias, a de maior relevância é o encontro com Lachdanan, o primeiro cavaleiro do Rei Leoric. Mesmo sem ter sobrevivido ao ataque do açougueiro, ele não se tornou um Morto-Vivo maligno, mas, ao contrário, manteve sua honra e seguiu sozinho na perseguição ao Arcebispo Lazarus. Contudo, sem obter sucesso, ele se vê cada vez mais tentado pelas forças do mal que o mantém vivo e, não desejando sucumbir a elas, pede que o personagem encontre para ele um Elixir Dourado que o permitirá morrer, mas sem perder sua alma para o mal.

As missões principais: depois de completados três subníveis do Inferno, o personagem encontra um portal mágico que o leva direto ao refúgio do Arcebispo Lazarus. Lá, ele enfrenta uma legião e magos malignos e, por fim, se depara com o próprio Lazarus. Possivelmente o inimigo mais poderoso do jogo. Ele se encontra em frente a um altar de sacrifício onde jaz uma criança morta. Tudo indica se tratar do príncipe raptado.

Após a batalha, Lazarus morre e o personagem retorna à cidade, onde Deckard Cain lhe explica que a criança não era o jovem príncipe como ele temia ser. O príncipe deve ter sido utilizado num ritual muito antigo que visa invocar Diablo, o Senhor do Terror (Lord of Terror). Cain pede ao personagem que não desista de sua missão e que siga até o último nível do Inferno para matar Diablo. O príncipe já não pode mais ser salvo, mas se Diablo for deixado vivo, logo reunirá outra vez sua legião de seguidores e dominará o mundo. O personagem parte então para sua derradeira missão.

O último nível do Inferno é a parte mais difícil do jogo e se o personagem encontrar a câmara onde Diablo está aprisionado e libertá-lo antes de matar todos os inimigos, não terá chance de sobreviver. Se deixá-lo sozinho, contudo, não encontrará grandes dificuldades.

Após a morte de Diablo, a forma demoníaca desaparece e o jovem príncipe fica caído ao chão, sem vida. O personagem percebe que o estranho ritual que trouxe o Senhor do Terror de volta à vida envolvia cravar um diamante vermelho na testa da criança, matando-a no processo. Tal feito deve ter sido intentado por Lazarus com a outra criança, mas, de alguma forma, deve ter falhado. O personagem retira a pedra da testa da criança e percebe que a mesma está rachada e que a força que ela contém em si está prestes a escapar. Sentindo-se seguro de si, o personagem, num último ato de heroísmo, crava a pedra na própria testa a fim de conter o demônio.

O jogo termina com Deckard Cain rogando para que o personagem tenha se tornado forte o bastante para conter o demônio dentro de si, pois se ele perder a batalha diária que se condenou a travar contra o Senhor do Terror, o mundo pode estar com os dias contados, visto que agora o demônio não estará mais no corpo de uma criança indefesa, mas no de um poderoso herói.

Diablo II

Diablo II é um jogo eletrônico de RPG para computador desenvolvido pelo estúdio Blizzard North e distribuído pela Blizzard Entertainment. É o sucessor do jogo Diablo.

História

Totalmente enfurecido por ser derrotado e com sede de vingança (em Diablo I), Diablo, o poderoso Senhor do Terror (Diablo, the Lord of Terror), tenta, e conquista aos poucos, a alma do herói que o derrotou, o Andarilho Sombrio (the Dark Wanderer). Na Medida em que o Andarilho, que cravou a Soulstone em sua testa para controlar seu poder e impedir que Diablo voltasse , se afasta da então destruída Tristram, Diablo tenta corrompe-lo por todo o lugar que ele passa.

Nisto, aparecem, misteriosamente, legiões de demônios que atacam as cidades da região e espalham terror pelas terras de todo o Santuário (continente onde ocorre a história), e Diablo se fortalece cada vez mais. Com o tempo, Diablo volta a sua forma original e torna a ser o tão temido Senhor do Terror. Apesar disso, Mephisto, o Senhor do Ódio (the Lord of Hate) e irmão mais velho de Diablo, e Diablo, não conseguem conter o avanço de um novo herói (O Jogador). E para isto, o Novo Heroi irá precisar, e muito, de toda ajuda que puder receber.

Expansão : Diablo II: Lord of Destruction

Baal, o Senhor da Destruição (the Lord of Destruction) e o último dos 3 Irmãos (Diablo, Mephisto e Baal) segue para as terras dos Bárbaros ao Norte do continente em direção ao Monte Arreat, pico sagrado guardado pelos povos bárbaros e seus anciões e entrada para a WorldStone Chamber, que contem a pedra mística Wordstone, que deu origem às Soulstones e que mantém o equilíbrio do Mundo Mortal e impede que os demônios o invadam, com o objetivo de corrompê-la e dominar o Mundo dos Mortais.

Baal consegue chegar à WorldStone, apesar disso, mais uma vez o novo herói aparece e derrota Baal. Mas ele chega tarde demais. Mesmo sendo derrotado, Baal consegue corromper a WorldStone, que tem que ser destruída. O arcanjo Tyrael lança sua espada encantada na Wordstone e a destrói. Após a destruição da WorldStone, o Mundo Mortal passa a sofrer grandes mudanças, mas agora, ele está seguro… Por enquanto.

Personagens

Heróis

No começo do jogo, o jogador tem que escolher entre sete heróis.

Paladin (Paladino)

Um guerreiro Santo, que também derrubou as forças do poderoso Leoric, é puro de coração e a vida inteira segue os ensinamentos de Zakarum: os poderes da Luz. Um guerreiro batalhador cuja fé é o próprio escudo. Ele sempre faz o que deve fazer e o que acha mais certo a fazer. Seu ponto forte é a Espada e o Escudo. Para o Paladin não importa a força da sua Espada ou a durabilidade de seu Escudo, ele sempre usa os dois equipamentos não com a sua força, mas sim com a sua alma e seu espírito bondoso. Algumas pessoas o chamam de Paladino de Zelote, mas muitos reconhecem nele a sua bondade e força;

Amazon (Amazona)

Uma poderosa guerreira que vem das bandas nômades situadas perto das Planícies do Mar do Sul. Naquele lugar encontram-se vários grupos que viajam constantemente para diferentes lugares, ao mesmo tempo fazendo muitos e diversos tipos de amizades com outras civilizações que moram lá. Então, a Amazon torna-se parte de um dos grupos, e é obrigada a aprender a lutar e se defender pelo caminho da viagem. Esse estilo de vida ensina a ela a usar equipamentos pesados, como Armaduras e Armas em sua jornada. A Amazon pertence ao grupo das Rogues, que são famosas por possuírem habilidades especiais para usar o arco e flecha. Mas, diferentemente das outras Rogues, a Amazon, além de poder usar o arco e flecha, ela tem também habilidades para usar as lanças e arpões;

Barbarian (Bárbaro)

Um sujeito que pertence de uma das muitas tribos Bárbaras da região. Ele nunca aceita aqueles que considera fracos e covardes. Constantes guerras na região onde o Barbarian morava fizeram com que ele treinasse e se adaptasse bem ao ambiente e a suas guerras para sobreviver. O Barbarian passou por muitas batalhas hostis e violentas na época. Isso fez com que ele se tornasse realmente forte e muito bem adaptado ao ambiente, dessa maneira se transformando em uma máquina. Os Barbarians são famosos por possuírem habilidades especiais para usar armas pesadas (como omachado, espadas, etc…); com a sua imensa força e poderes sobrenaturais o Barbarian consegue segurar em uma só mão uma Espada Pesada, ou segurar nas duas mãos duas espadas ou até mesmo machados (qualquer arma que não seja da classe Heavy, como a Maul);

Sorceress (Feiticeira)

Uma rebelde que roubou os segredos da magia de um grande mago que morava no Leste. Com isso, se tornou uma famosa feiticeira na cidade em que morava. Embora suas habilidades de usar a Espada e o Escudo sejam mais baixas do que a da maioria dos Guerreiros da cidade, suas magias são ferozes e muito poderosas, tanto ofensivas, quanto defensivas. No ponto de vista dos demais moradores da cidade, a Sorceress pode parecer um tanto caprichosa e também rancorosa;

Necromancer (Necromante)

Como seu próprio nome diz, é um mago que usa seus poderes para ressuscitar os mortos e controlá-los para que obedeçam aos seus propósitos além do uso de venenos. Embora as metas do Necromancer sejam na maioria das vezes alinhadas com as forças do bem, algumas pessoas ignoram tal fato, por ele ser uma figura aparentemente assombradora e muito sinistra. O Necromancer não luta nem pelo bem nem pelo mal, ele luta para que o equilíbrio no mundo se mantenha. Muitas e longas horas de estudo de magias negras na escuridão deixaram o Necromancer pálido e deformaram sua figura tornando-a esquelética além de mesmo jovem ter cabelos brancos. Algumas pessoas o desprezam pelo seu jeito, modos e personalidade sombrios, mas ninguém duvida que o Necromancer realmente possui poderes de necromancia, ressuscitando os mortos e controlando-os, pois ele é um personagem nascido de um dos mais terríveis pesadelos;

Assassin (Assassina)

é uma ordem originada e fundada pelo Horadrim, destinada a caçar e eliminar Feiticeiras Rogues corrompidas. Carregando habilidades secretas para combater e resistir às habilidades mágicas de seus oponentes, a Assassin possui muitos truques na manga, como armadilhas e algums mecanismos infernais; ela também é master em arte marciais e conta com grandes poderes mentais. Muitas pessoas não sabem nada sobre a Assassin, mas ela é temida e respeitada por todos os que conhecem as artes mágicas.

Druid (Druida)

Um personagem muito diferente se comparado aos outros do jogo. Sua história foi um drama cheio de aventuras e perigos. Os Druids eram uma raça de guerreiros nômades e reis que foram retirados de sua terra natal pelos bárbaros que viviam lá. Com isso, os Druids não tiveram outra opção a não ser partir para a jornada em busca de um lugar para morar, governar e criar o seu novo povo. Em sua jornada, tiveram de passar por muitas e diversas florestas, e com isso aprenderam facilmente a ter acesso a forças da natureza. Logo os Druids conseguiram controlar a mente de quase todos os animais selvagens e espíritos das florestas, fazendo-os lutar e obedecer aos seus propósitos.

OBS.: Os personagens com nome em itálico pertencem somente à expansão Lord of Destruction.

Atos e Campanhas

O jogo se passa em 5 atos (acts), cada um com um tipo de cenário diferente:

  • Rogue Encampment: o novo herói aparece nas proximidades de onde ocorreram os eventos no Diablo I. Basicamente existe um acampamento de rogues (algo como ladras) que foram expulsos de seu monastério por uma demônia chamada Andariel, que é morta no final deste ato.
  • Lut Gholein: após derrotar Andariel e abrir os portões do monastério, o novo herói segue com a caravana de Warriv para uma cidade na costa chamada Lut Gholein. Em algum lugar do enorme deserto que cerca a cidade está a tumba de Tal’Rasha, onde o demônio Baal está aprisionado. O herói descobre que Diablo está se dirigindo para a tumba e faz enormes esforços para conseguir impedi-lo de libertar seu irmão Baal. Diablo, no entanto foi mais rápido e, após encontrar a tumba, derrotar o anjo Tyrael que a guardava e libertar Baal, ele sela esta tumba e deixa um de seus irmãos menores, Duriel (senhor da dor) guardando-a. O herói encontra Duriel e após derrotá-lo percebe que chegou tarde. De volta para cidade, ele é levado até…
  • Kurast Docks: cercada por enormes florestas tropicais onde, segundo Tyrael, se escondia Mephisto, o último dos 3 irmãos, senhor do ódio. Segundo Tyrael, Diablo e Baal procuravam encontrá-lo e ele precisava ser destruído. Após uma longa busca, o herói encontra o templo de Zakarum, e em suas profundezas, Mephisto, que guardava o portal para o inferno. Após uma feroz luta, o herói derrota Mephisto, guardando a soulstone do demônio, e entra no portal, sendo levado até…
  • O Pandemonium Fortress: um forte que funcionava como um ‘posto avançado da luz’ nas terras do inferno, onde o herói destrói em Hellforge a soulstone de Mephisto, impedindo-o de se manifestar no mundo material e encontra um ‘Santuário do Caos’, onde ele abre 5 selos para finalmente enfrentar Diablo, senhor do Terror, numa luta frente a frente. Com dificuldade, ele derrota Diablo, mas Tyrael o alerta de que ele ainda não terminou seu trabalho, pois…

Com a expansão Lord of Destruction, foi adicionado mais um act em Diablo 2:

  • Harrogath: uma cidade onde viviam os bárbaros, estava sendo atacada por legiões do último grande mal, que ainda não fora erradicado: Baal, senhor da destruição (daí o nome da expansão ser Lord of Destruction), que pretendia corromper a Worldstone e assim permitir que a barreira que protege o plano material do inferno fosse destruída. Nosso herói novamente realiza uma grande jornada em Harrogath e após uma longa procura, ele encontra o Arreat Summit, onde derrota os guardiões e fica livre para entrar no forte que guarda a Worldstone. Encontrando Baal, o herói deve combater os ‘Minions of Destruction’, criaturas que o servem. Derrotando-os, o herói pode encarar Baal sozinho e após uma luta violenta, derrotá-lo. Infelizmente Tyrael o alerta de que chegara tarde, pois a Worldstone já estava corrompida e que, para impedir que a barreira que protege o plano mortal seja quebrada, a Worldstone teria que ser destruída.

Trailer do Diablo 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: