Caixa Preta

16 jun

Você tem fome de que?

Somos cheios de desejos, um bom emprego, reformar a casa, ter filhos, arrumar namorado, casar, se aposentar, ter uma velhice tranquila… Esses desejos que nos movem, somos tomados por esse sentimento e procuramos realiza-los. Isso desde criança quando queremos algo e nossos pais tratam de tornar realidade aquilo que pedimos. Até que é bom negar certas coisas, porque mais cedo ou mais tarde a vida vai tratar de negar.

Vejo que hoje em dia as pessoas tem gana por dinheiro, queremos ganhar bem, ter grana no fim do mês, mas para quer tudo isso? Para que possamos consumir, afinal vivemos numa sociedade capitalista e se não fosse isso para quê serviria o dinheiro?

Mas mesmo com essa massa capitalista pulsante, o amor ainda não foi esquecido, o desejo de se ter outro, uma cara metade é enorme, como sempre foi por todos os tempos, nos tornamos volúveis de fato, mas amar ainda é algo fundamental na vida do ser humano, ou pelo menos de alguns.

Calma, que não vou vim com meu discurso anti-relacionamentos não. Só que enxergo as coisas de uma forma diferente, o amor não era para ser nossa busca incansável, porque ele deve vim no momento certo, quando você está de bem com a vida, resolvido(a). As pessoas querem ficar perto de gente para cima, alegre. É bem como naquela música ou poema, as borboletas gostam de ficar onde o jardim é bem cuidado.

Vamos aproveitar esse mês dos namorados, mês romântico e pensar sobre isso, pensar porque quero tanto mas nunca estou com alguém, será que você quer mesmo? Será que você não está se sabotando? Frase puta romântica, o amor vem na hora certa, mas o que importa é não ficar bitolado(a) nisso.

Uma vez dei um conselho para uma amiga, curta sua vida, saia, fique e não se deixe ficar carente, porque a carência lhe deixa vulnerável e você por desespero vai pegar o primeiro ou acabar estragando tudo cobrando atenção demais. Seja mais você, não estou fazendo propaganda mas essa frase é verdadeira.

Isso tudo parece romântico né?! Só que de fato pode ser pratico e indolor, saber esperar, se valorizar e sempre se amar é fundamental na vida de um ser humana, sem colocar tanta expectativa no outro, sem cobranças, só vivenciando as experiências que a vida nos coloca. Mesmo que algumas delas te faça sofrer, elas são benéficas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: