Caixa Preta

7 jul

Amor Reciclável Amor

 

Cena: Joana entra correndo pelo shoping precisa pagar logo a conta da TV ou (homem) ficará puto porque não vai ter Sport Tv para ver ¬¬, ela da um encontrão nos peitos de um homem e levanta a vista para pedir desculpas, quando se depara com uma cena no mínimo inusitada uma de suas grandes paixões do passado estava de mãos dadas com uma de suas melhores amigas que a olhava com olhos arregalados.

Bem meus queridos hoje bateremos um papo sobre um assunto que é mais recorrente do que se imagina as idas e vindas do amor.

 

Coração dos outros é terra que ninguém pisa: ta ai um ditadozinho safado de tão verdadeiro, amores, paixões tudo isso é sentido de forma diferente a cada vez que acontece a intensidade, a forma de agir, não temos por mais que possamos dizer que sim o controle do dispositivo do desejo, tão pouco da paixão não vou colocar o amor aqui porque acredito que não acontece um amor expresso, amigos convivem isso é um fato e se você trás seus relacionamentos para o seio de suas amizades eles vão conviver uns com os outros e quem pode prever o que acontece ai?

 

 Uma descoberta de traição entre seu companheiro(a) e um amigo não se desespere se isso acontecer reflita sua amizade com essa pessoa vale a pena? Reflita seu relacionamento com seu companheiro(a) não vale a pena nem manter a amizade? Sei que em algo assim a emoção vem antes de tudo mais refletir é algo que combina com razão.

 

Descoberta de uma paixão que começa com o termino de outra, esse caso acontece quando seu companheiro(a) ou você descobrem em outro do seu circulo de amigos aquilo que já não via mais na relação de vocês a diferença entre o primeiro caso e esse é que antes que se configurasse qualquer ato físico há o rompimento do relacionamento atual, não dá para prever se ambas as partes já querem terminar (de fato é muito difícil isso acontecer), não para prevê se ao saber o motivo a emoção será a de matar, morrer, excluir do convívio, ou aceitar (difícil de acontecer tambem¬¬)

 

Um caso de amor de um lado e um caso passageiro de outro, é assim seu companheiro (a) é apaixonado por você, você gosta dele(a) e no meio disso aparece uma terceira pessoa que trás o fogo que falta em você, pronto problema arranjado.

E podemos ter como diz no começo dessa matéria o amor reciclável amor, quando uma historia acaba você mantém o seu/sua companheiro (a) no seu circulo de amigos e ocorre de o tal do cupido o cara que gosta de uma lambança e não da a mínima se há convenções sociais ou não resolve que vai ser bom promover um novo amor entre amigos.

Aqui em baixo deixo o que acredito de soluções para casos assim.

1 – nenhum dos dois se aproximar com receio de magoar o lado que ainda não aceitou o fim e que seria o elemento estranho nessa historia mais acredito que essa solução dure pouquíssimo tempo, o proibido chama atenção;

 2- esconder se, outra solução que desaconselho se a um circulo de amigos em comum o que quer dizer que não vai durar esse “segredo” por muito tempo e o sentimento de traição pode ser alem do terceiro elemento pode se espalhar pela turma;

3- contar, não é confortável, não é fácil mais é meu conselho numero um dependendo da reação do terceiro elemento o novo casal pode pensar em como lidar com isso. Ficar imaginando não ajuda em nada e ainda pode por em risco o envolvimento recém descoberto.

 

Nunca estive do lado de quem recicla mais estive  como terceiro elemento vou dizer o que acho deixe estar, a vida é curta, o destino rasteiro, dialogue se são seus amigos os envolvidos, se são seus companheiros de vida, deixe os ir e construir o amor que lhes bate a porta, deixa a vida seguir seu rumo se machucar seu coração afaste se, se você tiver sentimentos fortes de irmandade com os dois deixe os ser feliz, apóie, não aconselho ninguém a se martirizar, machucar ou magoar em nome do sentimento de outros, os casos pode ser muitos os sentimentos podem ser vários, o ideal é perguntar se desconfiar, mais estar preparado para ouvir e com a alma livre para pensar .

Raquel Dias¬¬: Observadora primeira das voltas do mundo.

Anúncios

Uma resposta to “Caixa Preta”

  1. N(A)tiva 09/07/2012 às 12:18 #

    Gostei do texto, mas acho que as vezes realmente não dar para aceitar essa situação. Isso vai depender do caso. É que nem doença, cada caso é caso. Mas parabéns Raquel pelo seu texto. A vida ensina bastante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: