Eu Vivo Mal Humorada

5 mar

Bom dia leitores do Nativa, esse fim de semana houve os jogos dos dois times que tem mais torcedores na capital, Fortaleza e Ceará. Não jogaram um contra o outro mas estavam disputando a Copa Nordeste, Ceará jogou contra o Asa e o Fortaleza contra o Campinense. Mas não foi para falar de futebol que estou aqui e sim sobre a triste atitude dos “torcedores” que agem com violência nos estádios  nas ruas, nos terminais.  Não consigo compreender essa atitude tão primata dessas pessoas, sei que tem muitas gangues, se não podemos dizer que torcida organizada é uma gangue. Marcam de se enfrentar nos locais públicos e brigam até a morte.

Fiquei envergonhada porque li que a torcida do Fortaleza ao ver seu time perder o jogo quebrou o estadio do adversário, poxa nem se fosse aqui eles eram para ter essa atitude baixa, péssimos perdedores! Para mim essa atitude merece prisão!

Torcedores do Fortaleza promovem quebra-quebra após partida em CG

http://globoesporte.globo.com/pb/noticia/2013/03/torcedores-do-fortaleza-promovem-quebra-quebra-apos-partida-em-cg.html

Mas isso acontece aqui e em todo local e não é exclusividade das torcidas cearenses não, infelizmente essa atitude é geral. Parece que faz parte das torcidas organizadas ou não do futebol. Mas porque tanta violência?

Pessoas morrem em jogos, um local onde era para haver diversão, onde as pessoas poderiam levar sua família, mas como? As gangues, maginais que confundem esporte com arena de disputas imbecis. O garoto que morreu atingindo pelo sinalizador atirado por torcedores corintianos em Oruro, na Bolívia. Recebera indenização, mas isso não diminui a dor da família. Leia a matéria sobre esse link.

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1238718

Creio que deveria haver uma forma de coibir esse tipo de violência. Afinal quem nunca ouviu falar dos hooligans (vândalos), assim são chamados os torcedores na Inglaterra que promoviam a maior bagunça na cidade, batiam nos torcedores adversários e causavam transtornos e morte também. Vamos entender esse termo.

As palavras hooliganismo e hooligan começaram a ser associada com a violência nos esportes, em especial a partir da década de 1960 no Reino Unido com o hooliganismo no futebol.

No entanto, um dos primeiros casos conhecidos de violência de torcida em um evento esportivo, teve lugar na antiga Constantinopla. Dois times de corrida de bigas, os Azuis e os Verdes, foram envolvidos na Revolta de Nika, que durou cerca de uma semana, em 532 DC; quase metade da cidade foi queimada ou destruída, além de dezenas de milhares de mortes.

As associações hooligans fazem parte de um mundo essencialmente e culturalmente britânico e europeu e são raras fora de Inglaterra, sendo que fora dela predominam as chamadas ultras na Europa, os torcedores de hóquei no gelo do Canadá, as barra bravas na América Latina e as torcidas organizadas no Brasil.

Taça dos Campeões Europeus de 1985, entre o Liverpool da Inglaterra e a Juventus da Itália. Esse episódio resultou em 38 mortos e um número indeterminado de feridos. Os hooligans ingleses foram responsabilizados pelo incidente, o que resultou na proibição das equipes britânicas participarem em competições europeias por um período de cinco anos.

Apesar da repressão muito forte a grupos hooligans, alguns factos ainda ocorrem, como na Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, em que ingleses e alemães promoveram quebra-quebra.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hooliganismo

Agora deu para perceber que esse tipo de atitude não é exclusiva nossa, mas isso não isenta ninguém. Fizeram um filme sobre os hooligans, chamado Green Street Hooligans diretor Lexi Alexander, sinopse: Um jovem expulso injustamente de Harvard, onde estuda. Ele resolve ir para a casa de sua irmã, que mora em Londres, berço dos Hooligans, e acaba fazendo amizade com seu cunhado Steve, que faz parte das “organizadas” do West Ham, dentre as mais violentas do mundo.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-54487/

Cerca de 300 jovens estão proibidos de assistir jogos na Grã-Bretanha. Mas isso não impede que novos hooligans surjam, mas pelo menos diminui o numero e melhora a situação. O hooliganismo é uma doença que está intimamente ligada à situação social e se manifesta com mais força em países ou nacionalistas ou em crise econômica. No Reino Unido, leis específicas para hooligans. Brigões são proibidos de ir a jogos e podem ter até o passaporte confiscado. E aqui no Brasil?

Pelo que eu vi a policia procura nos dias de jogos acompanhar as redes sociais onde as torcidas organizadas marcam de brigar e há mais pessoal nas ruas (aqui em Fortaleza nos terminais também) para evitar essas confrontos. Mas não sei se apenas essas medidas acabem com essa violência toda.

Encontrei esse site de Pernambuco na Uol que fala da violência do futebol e explica algumas coisas. Dá uma lida e veja como há questões politicas que ficam no meio do caminho para que haja uma atitude mais ofensiva contra as torcidas organizadas. E não se iludam porque o site é pernambucano mas o problema é de ordem geral. Olha o que ele fala da justiça:

Justiça

Falta uma legislação específica para punir com mais rigor os crimes cometidos pelos vândalos em praças esportivas. Assim, o Juizado do Torcedor só pode punir os chamados crimes de menor potencial ofensivo. E dentro de um raio de cinco quilômetros. “Estamos tratando de um câncer usando mertiolate”, disse em 2010, o juiz e coordenador dos Juizados Especiais de Pernambuco, Aílton Alfredo. A realidade se mantém até hoje.

http://especiais.jconline.ne10.uol.com.br/violencia-no-futebol/

O que me espanta é que agora estão querendo liberar as bebidas alcoólicas nos estádios  com argumento que não faz diferença beber dentro ou fora do estadio. Poxa, não vou dizer que é ingenuidade, me parece mais descaso mesmo ao problema e sim a necessidade de ganhar dinheiro em cima desse esporte de todas as formas e aproveitar a situação ao seu favor. Fingir que não temos algo sério em mãos. Isso só demostra como vivemos em país do oportunismo e que se danem os cidadãos.

Veja a noticia.

http://esportes.opovo.com.br/app/esportes/minuto/2013/03/05/noticiaminutol,2516767/projeto-de-lei-pretende-liberar-venda-de-bebidas-em-estadios-de-futebol.shtml

Escrevi esse post para vocês leitores reflitam sobre esse assunto, não tenho nada contra o futebol até porque o esporte não tem culpa de quem são seus admiradores, mas sou contra sim a toda essa violência gerada por pessoas que na verdade não amam o esporte e sim são adoradores da violência  o esporte é apenas uma desculpa para eles extravasarem seus extintos sórdidos. Sempre digo que a maldade está dentro do ser humano, não há desculpa para essas atitudes. Só que precisamos de leis que evitem que tudo isso aconteça. Pensem sobre isso.

Ps. Encontrei uma noticia de bom exemplo vindo da torcida do Ceará nesse ultimo domingo, saíram na paz do estadio Castelão, agora lhes pergunto, porque não pode ser sempre assim??

Clima que cercou a partida do Castelão foi de tranquilidade, mesmo com a eliminação do Alvinegro.

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1238508

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: